quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

FECHEI AS PALAVRAS

Guardei-as tão bem que não as consigo abrir !
Quem me ajuda a soltá-las?
Eu não posso viver sem elas.

Fê Blue Bird

Sonja Wimmer

Certa palavra dorme na sombra
de um livro raro.
Como desencantá-la?
É a senha da vida
a senha do mundo.
Vou procurá-la.

Vou procurá-la a vida inteira
no mundo todo.
Se tarda o encontro, se não a encontro,
não desanimo,
procuro sempre.

Procuro sempre, e minha procura
ficará sendo
minha palavra.

A Palavra Mágica - Carlos Drummond de Andrade, in 'Discurso da Primavera'

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

CADERNO DE CAPA PRETA


Sentada na sala de espera daquele velho hospital Rosa pegou no seu pequeno caderno de capa preta que sempre a acompanhava.
Ali, em letras miudinhas e perfeitas, escrevia tudo o que lhe ia alma, as ilusões, os devaneios e ultimamente os medos que a sobressaltavam.
A escrita sempre fora a sua companhia, nunca a decepcionara, até hoje. Por mais que tentasse, nada saía da sua cabeça e as suas mãos tremiam tanto... de medo, de frio, não sabia.
Estava tão cansada, mas porquê, pensava, afinal não se lembrava de ter feito alguma coisa para se sentir assim.
Há muitas horas que estava ali à espera, mas não se importava, afinal sempre tinha a companhia de outras pessoas e em casa estava tão sozinha.
Porque será que hoje não consigo escrever, o que aconteceu comigo, onde estou afinal? Dizia baixinho.
Sentiu uma mão forte a levantá-la dizendo-lhe que tinha chegado a sua vez.
Levantou-se trémula, deixando para trás o seu pequeno caderno de capa preta.
Fê Blue Bird



domingo, 26 de fevereiro de 2012

{ estrela }


"Para que percorres inutilmente o céu inteiro à procura da tua estrela?
 Põe-na lá"
 
Vergílio Ferreira


Tenho posto, amigo... tenho tentado pôr, em cada dia!

Boa semana!
beijinhos
Fê Blue Bird

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

BOM FIM DE SEMANA !


«Em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos.»
Antoine de Saint-Exupéry



beijinhos
Fê Blue Bird

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Canção da Paciência

José Afonso - 23 de Fevereiro de 1987

imagem retirado do Google
Muitos sóis e luas irão nascer
Mais ondas na praia rebentar
Já não tem sentido ter ou não ter
Vivo com o meu ódio a mendigar

Tenho muitos anos para sofrer
Mais do que uma vida para andar
Beba o fel amargo até morrer
Já não tenho pena sei esperar

A cobiça é fraca melhor dizer
A vida não presta para sonhar
Minha luz dos olhos que eu vi nascer
Num dia tão breve a clarear

As águas do rio são de correr
Cada vez mais perto sem parar
Sou como o morcego vejo sem ver
Sou como o sossego sei esperar


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

TODOS OS DIAS...


.

todas os dias
dou corda aos sonhos
porque não sei quando podem parar
o que seria de mim sem eles
não conseguia decerto vos contar

todas os dias
lavo o meu corpo
das dores malditas que teimam em me sujar
o que seria de mim sem elas
já desisti de tentar imaginar

todas os dias
beijo os meus filhos
dando-lhes força e impulso para lutar
o que seria de mim sem eles
não imagino e recuso-me a aceitar

todos os dias
crio ilusões
que me permitem não vacilar
o que seria de mim sem elas 
deixaria de escrever e de aqui estar

todas os dias
renovo a esperança
limpando os olhos que teimam em chorar
o que seria de mim sem ela
deixaria de certeza de sonhar


.


Fê Blue Bird

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

E O MUNDO NÃO SE ACABOU !





Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar
Por causa disso a minha gente lá de casa começou a rezar
E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite lá no morro não se fez batucada

Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar
Por causa disso a minha gente lá de casa começou a rezar
E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite lá no morro não se fez batucada

Acreditei nessa conversa mole
Pensei que o mundo ia se acabar
E fui tratando de me despedir
E sem demora fui tratando de aproveitar

Beijei na boca de quem não devia
Peguei na mão de quem não conhecia
Dancei um samba em traje de maiô
E o tal do mundo não se acabou
Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar

Por causa disso a minha gente lá de casa começou a rezar
E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite lá no morro não se fez batucada
Chamei um gajo com quem não me dava

E perdoei a sua ingratidão
E festejando o acontecimento
Gastei com ele mais de quinhentão
Agora eu soube que o gajo anda

Dizendo coisa que não se passou
Ih, vai ter barulho e vai ter confusão
Porque o mundo não se acabou
Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar

Por causa disso a minha gente lá de casa começou a rezar
E até disseram que o sol ia nascer antes da madrugada
Por causa disso nessa noite lá no morro nem se fez batucada



Carmen Miranda 


E O MUNDO NÃO SE ACABOU
O CARNAVAL JÁ PASSOU
A POBREZA CONTINUOU
E NINGUÉM SE IMPORTOU

Beijinhos
Fê Blue Bird

domingo, 19 de fevereiro de 2012

ALÉM DA TERRA, ALÉM DO CÉU



Além da Terra, além do Céu,
no trampolim do sem-fim das estrelas,
no rastro dos astros,
na magnólia das nebulosas.
Além, muito além do sistema solar,
até onde alcançam o pensamento e o coração,
vamos!
vamos conjugar
o verbo fundamental essencial,
o verbo transcendente, acima das gramáticas
e do medo e da moeda e da política,
o verbo sempreamar,
o verbo pluriamar,
razão de ser e de viver. 

Carlos Drummond de Andrade 

 *
Apreciem este time-lapse sensacional feito por Luc Bergeron sobre os lugares mais bonitos do mundo.
Chama-se "Welcome to Earth", e é composto por 179 time-lapses, num vídeo sensacional sobre o nosso planeta.


Desejo-vos uma excelente semana
Beijinhos
Fê Blue Bird

sábado, 18 de fevereiro de 2012

VENHAM ! VAMOS FAZER UMA VIAGEM .



Viagem

Paulo César Pinheiro

Oh! tristeza me desculpe
Estou de malas prontas
Hoje a poesia
Veio ao meu encontro
Já raiou o dia
Vamos viajar.
Vamos indo de carona
Na garupa leve
Do vento macio
Que vem caminhando
Desde muito longe
Lá do fim do mar.

Vamos visitar a estrela
Da manhã raiada
Que pensei perdida,
Pela madrugada
Mas que vai escondida
Querendo brincar.
Senta nessa nuvem clara,
Minha poesia,
Anda se prepara,
Traz uma cantiga
Vamos espalhando
Música no ar.

Olha quantas aves brancas,
Minha poesia
Dançam nossa valsa,
Pelo céu que o dia
Faz todo bordado
De raio de sol.
Oh! Poesia me ajude,
Vou colher avencas
Lírios, rosas, dálias
Pelos campos verdes
Que você baptiza
De jardins do céu.

Mas pode ficar tranquila,
Minha poesia,
Pois nós voltaremos
Numa estrela guia
Num clarão de lua
Quando serenar.
Ou talvez até quem sabe,
Nós só voltaremos
No cavalo baio
No alazão da noite
Cujo o nome é raio,
Raio de luar


.



BOA VIAGEM!
Beijinhos
Fê Blue Bird

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Aflige-me...

Aflige-me...
o tempo perdido
usado e mantido
dos que nada dão.
Aflige-me...
o ódio e a guerra
o choro e a perda
a morte e destruição.
Aflige-me...
o desemprego e a fome
que te consome
amigo e irmão.
Aflige-me...
o dinheiro vazio
sujo e sombrio
que te arrasta de mão em mão.
Aflige-me...
que não fora um fio de sonho
e o mundo seria medonho.

Fê Blue Bird


imagem do cabeçalho de Erol AYYILDIZ

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O QUE OS MEUS AMIGOS E AMIGAS "DIZEM" SOBRE O AMOR ...


{em continuação do post anterior }

AMOR É
TER ALGUÉM...


Mina
Amor é ter alguém que nos aceite por inteiro, com defeitos e tudo...

Nos dias menos humorados, nos levante o astral:-)
"Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que fez tua rosa tão importante." 
Antoine de St. Exupery (in "O princepezinho")

Esta cumplicidade, esta partilha é amor..

***
Teresa
Saramago afirma que o amor é a disponibilidade de entrega de um ser humano a outro.

***
.. que, sorrindo, nos olhe profundamente.
***
João da Nova
...que nos coloca em apuros
 ... que já nos lê o pensamento
 …que antecipa o nosso próximo movimento
... que nos equilibra
***
O Amor é de facto ter alguém. é muito, mas muito mais do que uma caixa de chocolates ou um ramo de flores.


O amor é saber viver um conjunto... conjunto de cedências, carências e muito mais.

 O amor é vida...
***

Amor?
Vá-se lá saber o que é exactamente. Sendo um pouco de tudo isto dito é... ainda mais bonito.
"AMOR É FICAR EM SILENCIO TODO UM DIA E TANTO TERMOS DITO UM AO OUTRO"

***
Acácia Rubra
O Amor é...estarmos, mesmo quando não estamos fisicamente presentes.

***
Ana Tapadas
O amor é a vida.
***
Janita
O amor é tudo isso que as imagens nos dizem e quem isso tiver já recebe e dá muito Amor.


 O Amor é: partilha, cumplicidade, companheirismo!

***
Brown Eyes
Amor: É ter alguém que nos ama tanto como se ama.
***
Carlos Albuquerque
O amor dá forma ao sonho mais belo que é a vida.

Sem ele tudo não passaria de um mar morto.


Mais do que receber o amor é dar.
***
Amor é...algo que não se explica, mas que se sente!
***
 ...que nos devolve a vontade de viver :)
 ***
Isa GT
 O amor é a tentativa humana de tocar o sublime :)

E um tema que dá e dará para... fazer correr muita tinta ;)


***
 Avogi
Amor é perdão compreensão carinho. É olhar a pessoa e ver o coração em vez da razão. É olhar o corpo outrora belo, já com pregas e nem reparar :)
 ***
e ainda disseram...


folha seca disse...

Tudo dito e bem.

 ***

 Carlos Barbosa de Oliveira disse...
E esse amor existe mesmo, amiga Fê?

 ***    

 Ana Martins disse...
  Que doce este post, adorei as imagens!

 ***  

 Daniel Silva (Lobinho) disse...
 Eu acho que isto está delicioso :) Ainda estou a sorrir. Nao havia melhor maneira de ilustrar, Fê. Muito bem visto, mesmo :)


 ***

   Tite disse...
Para quê palavras se podemos ter as imagens?


 ***

   Rosa Carioca disse...
 Mas que fotos tão lindas e tão bem seleccionadas! Fiquei sem palavras.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O QUE É O AMOR ?

AMOR É
TER ALGUÉM...

... com os mesmos gostos
...que sabe guardar um segredo
... que cuida de nós
...que nos tira de apuros

... que partilha um pensamento
...que cura as nossas feridas
... que nunca está de trombas
... que cheira sempre bem
 ...que nos sabe apertar :)



[aceito mais sugestões ]

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Whitney Houston - Calou-se uma voz única.

A sua interpretação em "I will always love you" (a mais vendida por uma artista feminina) sempre foi uma de minhas canções preferidas, assim com o filme "The Bodyguard" .
A voz  calou-se, mas a lembrança da diva da música pop americana ficará para sempre.


I Will Always Love You


I Will Always Love You
If I should stay
I would only be in your way
So I'll go but I know
I'll think of you
Every step of the way

And I will always love you
I will always love you

You
My Darling you
Bitter sweet memories
That is all I'm taking with me
so goodbye, please don't cry
We both know I'm not what you, you need

and I will always love you
I will always love you

I hope life treats you kind
And I hope you'll have
All you dreamed of
and I do wish you joy
And happiness
But above all this, I wish you love

And I will always love you
I will always love you
I will always love you 
 *
A cantora norte-americana Whitney Houston faleceu este sábado aos 48 anos. A notícia tinha sido revelada pela assessora da imprensa da artista, Kristen Foster, e foi mais tarde confirmada por um oficial da polícia de Los Angeles numa declaração aos jornalistas.

O corpo foi encontrado num quarto do Beverly Hilton Hotel. O alerta foi dado pelo guarda-costas, que a encontrou e avisou os responsáveis da unidade hoteleira. Funcionários tentaram ainda reanimar Whitney Houston, mas sem sucesso. A polícia garante ter chegado ao local dois minutos depois do alerta. O óbito foi confirmado às às 15.55 horas (23.55 horas em Portugal).

Nesta altura ainda não é conhecida a causa da morte, mas o mesmo oficial da polícia garantiu que não foram encontrados no local quaisquer indícios de crime. O óbito está a ser investigado por detectives da polícia de Beverly Hills.

Em cerca de 27 anos de carreira, a cantora vendeu mais de 170 milhões de álbuns, singles e vídeos, sendo considera pelo Livro do Guiness como a artista mais titulada de todos os tempos: 415 prémios, entre os quais dois Emmy e seis Grammy.

Nascida em Newark, a 9 de Agosto de 1963, a cantora foi introduzida na música pela madrinha Aretha Franklin. Começou por fazer parte de um coro juvenil na Nova Igreja de Jersey, até que foi descoberta pelo empresário Clive Davis.

Lançou o primeiro álbum, precisamente «Whitney Houston», em 1985. Sete anos depois, em 1992, foi protagonista ao lado de Kevin Costner no filme «O Guarda-Costas», no qual interpretou a música «I Will Always Love You», que se tornou o single mais vendido de sempre por uma artista feminina.

A partir de 2002 tornou públicas as dificuldades em lidar com os vícios da droga e do álcool. Whitney Houston admitiu consumir cocaína e haxixe. Em 2006 divorcia-se do cantor Bobby Brown, com quem manteve um casamento repleto de polémicas e consumo drogas.

Actualmente Whitney Houston estava a viver em Laguna Beach, onde era acompanhada pelo consultor contra drogas Warren Boyd, o mesmo que ajudou Courtney Love a ultrapassar o vício.

Ainda neste ano de 2012 iria participar no filme «Sparkle», que tinha estreia prevista para 10 de Agosto. Simultaneamente estava a trabalhar no lançamento de um novo álbum, que se iria chamar «On my own».

Nesta sexta-feira fez a última aparição pública ao participar numa festa de lançamento dos Grammy 2012, no Beverly Hilton Hotel, festa essa oferecida por Clive Davis. Whitney Houston entrou pela passadeira vermelha de braço dado com o empresário. Algumas horas depois foi encontrada sem vida num quarto de hotel.
fonte: IOL Música

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

ESPERANÇA

I can see you now
(by Juan Gonzalez)

Se quiseres partir amanhã
eu paro o mundo
com facilidade assim
com esta mão
e então descobriremos
o mais profundo fundo que há no mundo
que é no irmos fundo às coisas
que há razão
de verdades consumadas me consomem
de falácias bem montadas me alimentam
mas meu filho mora o reino do futuro
que é mais duro
e não vai ser com palavras
que o contentam

Se a morte lenta te rebenta sob a pele
a cada dia
e se no teu braço apenas sentes a força
de um cansaço organizado
mas mantens na tua fronte a dúvida
e o gosto pelo longe e a maresia
e se sentes no teu peito de criança
a alma de um sonho amordaçado
se quiseres partir amanhã
eu paro o mundo
com facilidade assim
com esta mão
e então descobriremos o mais profundo
fundo que há no mundo
que é no irmos fundo às coisas que há razão.

(iste mundus furibundus falsa prestat gaudia
quia fluunt et decurrunt ceu campi lilia
Laus mundana vita vana vera tillit premia
nam impellit et submergit animas in tartara)*


(música e letra de Pedro Barroso
in Lp "Roupas de Pátria, Roupas de Mulher",1987)

*retirado da versão original de Carmina Burana

imagem do cabeçalho de Ben Goossens

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

SEM NADA !


Todos os dias iguais, todas as noites... sem nada !
Tudo lhe servia de desculpa para não sair de casa, passava o tempo sentado no sofá a olhar para a  televisão... indiferente.
Olhava, mas não via uma única notícia ou um filme, como se o ecrã estivesse negro, e mesmo quando esforçava os olhos deparava-se com pessoas a  abrir e a fechar a boca até as imagens se desfocarem e se transformarem num imenso borrão.
A casa estava às escuras, os dias confundiam-se com as  noites, a tristeza entrava pela porta, pelas janelas, envolvia os lençóis , as almofadas na sala e a roupa que vestia.
O telefone não tocava, só dias de silêncio  total.
No princípio até houvera algumas vozes amigas a darem-lhe força, a mostrarem-lhe que o  compreendiam, ser despedido assim, sem aviso, está tudo louco !
Mas isso fora no início, agora estava esquecido, perdido... sem nada!
"-Vais ver que arranjas trabalho num piscar de olhos." diziam-lhe.
Mas com o tempo, os amigos foram-se afastando como se tivesse uma doença contagiosa, e afinal quem o poderia querer como companhia.
Envelhecera de repente, as palavras gastara-as nas entrevistas para hipotéticos empregos, nos  telefonemas em que tentava explicar a sua mais-valia, mas ele... nada valia.
Era apenas mais um homem, sozinho, desempregado, sem razão alguma para abrir a porta da rua e sair.
Sem ninguém a esperá-lo do lado de lá do passeio.
Sem nada!

Fê Blue Bird


Imagem do cabeçalho  Poder da Imagem

sábado, 4 de fevereiro de 2012

(lá fora faz tanto frio)

 

Perfeito vazio

Xutos & Pontapés

Aqui estou eu
Sou uma folha de papel vazia
Pequenas coisas
Pequenos pontos
Vão me mostrando o caminho

Às vezes aqui faz frio
Às vezes eu fico imóvel
Pairando no Vazio
As vezes aqui faz frio

Sei que me esperas
Não sei se vou lá chegar
Tenho coisas p'ra fazer
Tenho vidas para a acompanhar

Às vezes lá faz mais frio
Às vezes eu fico imóvel
Pairando no vazio
No perfeito vazio
Às vezes lá faz mais frio

(lá fora faz tanto frio)

Bem-vindos a minha casa
Ao meu lar mais profundo
De onde saio por vezes
Para conquistar o mundo

Às vezes tu tens mais frio
Às vezes eu fico imóvel
Pairando no vazio
No perfeito vazio
Às vezes lá faz mais frio
No teu peito vazio

.
Bom fim de semana
Beijinhos
Fê Blue Bird

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Deixa Isso Pra Lá !

Lembram-se desta canção ?
Em criança eu passava horas a cantá-la :D
E como as crianças quase sempre têm razão, porque não cantá-la de novo!

Hi! Deixa que digam
Que pensem, que falem
Deixa isso prá lá
Vem prá cá
O que é que tem?

E eu não tô fazendo nada
Nem você também
Faz mal bater um papo
Assim gostoso, com alguém?


Eu disse deixeeeeeeeeee...
Hi! Deixa que digam
Que pensem, que falem
Deixa isso prá lá
Vem prá cá
O que é que tem?



E eu não tô fazendo nada
Nem você também
Faz mal bater um papo
Assim gostoso, com alguém?


Eu disse deixe...
Hi! Deixa que digam
Que pensem, que falem
Deixa isso prá lá
Vem prá cá
O que é que tem?


Não tô fazendo nada
Você também
Faz mal bater um papo
Assim gostoso, com alguém?...

Vai, vai, por mim
Balanço de amor, é assim
Mãozinhas com mãozinhas
Prá lá
Beijinhos com beijinhos
Prá cá


Oh! Oh! Oh!...
Vem balançar
Amor é balanceio meu bem
Só vai no meu balanço
Quem tem
Carinho para dar
Carinho para dar...
 Vem!


Deixa que digam
Que pensem, que falem
Deixa isso prá lá
Vem prá cá
O que é que tem?


Não tô fazendo nada
Você também
Faz mal bater um papo
Assim gostoso, com alguém?...


Eu disse:
Deixa que digam
Que pensem, que falem
Deixa isso prá lá
Vem prá cá
O que é que tem?


Eu não tô fazendo nada
Você também
Faz mal bater um papo
Assim gostoso, com alguém?


Eu disse deixeeeeeeeee...
Deixa que digam
Que pensem, que falem
Deixa isso prá lá
Vem prá cá
O que é que tem?


Não tô fazendo nada
Nem você também
Faz mal bater um papo
Assim gostoso, com alguém?...
Eu disse:




Faz mal bater um papo
Assim gostoso, com alguém?...

autores da canção, Alberto Paes e Edson Menezes

fotos, Amo Imagens


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Fevereiro, Mês do Amor - { BEIJO }


A mão que descai o simples gesto
A boca que humedeces, eu não mereço
Estar de ti, dos teus lábios, perto assim


Aos meus olhos, só teus olhos, pois o resto
Deixo de ver, desaparece e até me esqueço
Que eles não estão mais a olhar para mim


Ia jurar que  fui eu quem deu um passo
Quem pegou na tua mão, quem num abraço
Declarou o seu amor, te fez sorrir


Ia jurar que estou apaixonada
E que por ti me sinto arrebatada
Pelo beijo que se torna a repetir




Fê Blue Bird