domingo, 12 de outubro de 2014

" CATS "


Sou uma apreciadora de bons musicais e também de gatos :) logo não podia perder a vinda a Portugal  do mundialmente famoso musical  " CATS" de Andrew Lloyd Webber .

Não há palavras para descrever o musical em si. É simplesmente brilhante. Não é só um musical sobre gatos. É um espectáculo de luz, cor, som e dança. Uma mistura de géneros musicais desde os cantos corais ao jazz. Só um génio é que consegue transformar uma série de rimas sobre gatos escritas por T.S.Eliot e transformá-las num musical que está em cena à mais de 25 anos.

Mas o Campo Pequeno foi uma desilusão como sala de espectáculos, aliás deve ser a pior sala de espectáculos do mundo. A acústica é péssima, a iluminação deficiente, onde quer que uma pessoa se sente o palco está sempre lá longe. Foi construído para touradas e ponto final.
Depois, não há condições para se ver um espectáculo naquela plateia enorme, plana, ali colocada no meio da gigante arena. Ou nas bancadas, com a luz e o barulho constantes vindos dos corredores, já para não falar das super-incómodas cadeiras onde literalmente estamos entalados.
Um calor sufocante fez com que uma senhora sentada à minha frente desmaiasse quase logo no início do espectáculo e depois para o INEM a conseguir tirar daquele espaço sem nenhumas condições de segurança foi aflitivo de ver. Lembrei-me logo da tragédia que aconteceu à pouco tempo.

No entanto não me arrependo de o ter ido ver antes pelo contrário,  mas acho que se os "gatos" miassem no Coliseu de Lisboa ou no CCB teria sido outra coisa, completamente diferente disso não tenho qualquer dúvida.



Deixo-vos com a mais conhecida e memorável música deste musical.

BOA SEMANA!

Fê blue bird





"Cats" o musical de Andrew Lloyd Webber estreou em Londres em 1981, consagrando-se na Broadway onde esteve em cartaz durante dezoito anos. O espectáculo tem como base poemas de T.S. Elliot sobre gatos, musicados por Lloyd Weber, destacando-se a melodia "Memory" como a que maior sucesso alcançou.
No musical, os gatos jellicle, uma palavra de que só eles sabem o significado, reúnem-se uma vez por ano para que o chefe escolha um deles para ir a um lugar diferente, uma aventura fora do seu mundo. 

Entre os personagens mais marcantes estão Munkustrap, o narrador da história, Grizabela, "the glamour cat" e "Old Deuteronomy", o líder dos gatos jellicle . 

Dirigido por Trevor Nunn e coreografado por Gillian Lynne , "Cats" esteve em cena pela primeira vez no West End em 1981 e, em seguida, com a mesma equipa criativa na Broadway em 1982, arrecadando inúmeros prémios, incluindo o de Melhor Musical em ambos os Prémios Olivier Award e Tony Awards . 

A produção de Londres ficou em cartaz por 21 anos e a produção da Broadway em cartaz por 18 anos, estabelecendo novos recordes.
As actrizes Elaine Paige e Betty Buckley ficaram associadas ao musical. Marlene Danielle, actuou na produção da Broadway durante todo período em que esteve em cena, de 1982 até 2000. Em 1998, o musical foi gravado em DVD, no Adelphi Theater de Londres, contando com a participação de artistas tais como: Elaine Paige, John Mills, Ken Page, Rosemarie Ford, Michael Gruber, John Partridge, Aeva May, Geoffrey Garratt, James Barron, Jo Gibb, e outros. 


 "Cats" estreou no dia 8 de Outubro no Campo Pequeno, ficando em cena até 19 deste mês.


fonte: http://www.hardmusica.pt/cultura/teatro/27525-cats-a-magia-da-musica-cantada-por-gatos.html

13 comentários:

  1. Nunca vi este musical e tenho pena. Quanto à acústica o Coliseu de Lisboa também tem bastantes problemas com o som amplificado... Aquele zinco lá em cima é tramado...

    beijos.

    ResponderEliminar
  2. Este bocadinho que me foi dado
    deixa-me confortado

    Conheço várias partes, esta é a mais difundida e, talvez, a mais bela...

    ResponderEliminar
  3. Gostava de ver.
    Vi poucos musicais (do Filipe la Féria) e gostei imenso.
    As músicas deste são lindas.
    Tenho o Livro dos Gatos, do T.S.Eliot, que me ofereceram há algum tempo. Tem umas ilustrações encantadoras. É giríssimo.

    Boa semana:)

    ResponderEliminar
  4. Estou tão desligado do mundo que nem sabia que iam estar cá :-(

    O Campo Peqeno deve ser péssimo para este género de espectaculos...

    Gsoto de todas as obras do ALW que conheço! Infelizmente nunca pode ouvir e ver nenhuma ao vivo!!!!

    ResponderEliminar
  5. Já conhecia, no entanto não canso de ver e ouvir! As musicas são lindas.

    Uma boa semana para ti também.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  6. Bom gosto no tema escolhido,adoro.
    Beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  7. Deve ser radiante ao vivo este lindo musical ,uma feliz semana querida amiga ,muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Um Musical que já não é novidade, mas as suas belas melodias serão sempre belíssimas e eternas.

    São estes momentos felizes que tornam a vida mais leve e mais bela.

    Beijinhos e boa semana, querida Fê.

    ResponderEliminar
  9. Com tantas salas de espectáculo, fazerem numa sem condições, deve ter a ver com os custos :(
    As músicas são lindas, não associava ao espectáculo...
    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  10. No início de Novembro vou ver Hair Spray no Centro Cultural de Macau.
    Também eu sou um apreciador de musicais.
    Les Misérables à frente de todos os outros.
    Beijinhos
    Boa semana

    ResponderEliminar
  11. Querida amiga
    Encantei-me a ouvir, pela "enésima" vez, este trecho de "Cats", o maravilhoso musical a que tive a sorte de assistir na Broadway, N.Y.
    Esteve lá em cena durante 18 anos, e só foi suplantado pelo "Fantasma da ópera", outro musical maravilhoso a que também assisti lá.
    A verdade é que adoro musicais...
    Ainda estive tentada a ir assistir cá, mas... Campo Pequeno... não me atraiu.
    Há relativamente pouco tempo (antes das férias) assisti a um espectáculo musical no Meo Lorena e... ficou-me de emenda :)
    Este género de espectáculos exige salas apropriadas...

    Desejo óptima semana.
    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderEliminar
  12. Não há quem o veja e não fique encantado. Não tive oportunidade de assistir ao espetáculo, mas a pequena mostra que nos deixou já provoca o sentimento de prazer que se pode experimentar ao vê-lo. Bjs.

    ResponderEliminar



Obrigada por estarem desse lado!
Fê Blue Bird