segunda-feira, 13 de outubro de 2014

{ há dias assim }



quantas vezes estou triste, cansada
mesmo me sentindo amiga, amada
triste este sentimento confesso
num coração  que se sente opresso
rio das piadas que faço, mentindo
tento esconder as lágrimas, caindo
como um papel que amasso na mão
às vezes assim me sinto, sem chão...


Fê blue bird

*

17 comentários:

  1. A quem de direito:
    Nunca vos perdoarei por terem tirado aos meus filhos o futuro neste país.

    Fê blue bird

    ResponderEliminar
  2. E triste demais querida amiga ,a realidade de uma mae que sofre de uma ausencia forçada por culpa de governantes que deveriam pagar por tudo e ainda pelo sofrimento que causa a milhares de pessoas que vem as suas familias dilaceradas por incompetencia deles ,muitos beijinhos querida amiga.

    ResponderEliminar
  3. O que nos fazem sofrer...
    Poema belo, ainda que triste.
    Melhores dias virão.
    A música é linda. Gostei.
    Tem uma boa semana, querida amiga Fê.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Não tenho palavras! Desculpa.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  5. Já está a chegar novamente a hora da despedida, minha amiga?:(

    Tens toda a razão; É imperdoável ver os nossos filhos perderem anos ou meses de contacto com os que amam e um tempo que nunca será recuperado!

    Adorei a música, sempre nos trouxe alguma paz de espírito.

    Um grande beijinho e o desejo que, embora noutro país, os teus filhos possam alcançar os seus objectivos de vida.

    janita

    ResponderEliminar
  6. Fê,
    Por vezes a saída do país dá-nos aquilo que nunca pensámos vir a ter.
    E não me estou a referir à vertente material, ou só e principalmente, à vertente material.
    Eu sou um bom exemplo disso.
    Pensamento positivo, vá!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Há dias em que nada acalenta a alma, sequer o amor dos entes queridos. São dias de interior nublado, tal qual o exterior onde se procura a luz, sem esperança. Bjs.

    ResponderEliminar
  8. o poema é triste e no entanto belo, na sua tristeza.

    quanto ao resto, sei do que falas, e sei muito bem o que isso é.

    este País está a menosprezar os nosso jovens!

    :(

    ResponderEliminar
  9. Tristemente belo - é o que me ocorre dizer, querida amiga.
    Do mesmo modo que se diz "quem meus filhos beija minha boca adoça" se pode afirmar - não mexa com meus filhos que viro fera!

    Também gostei muito da musica.

    Uma óptima semana.
    Beijinhos
    Mariazita

    ResponderEliminar
  10. A nostalgia da música fez um belo e triste contraponto com teu poema tão sofrido, inundado por recordações que, tenho certeza, te feriu muito o coração. Em dias assim, amiga querida, apraz-nos ficar quietinha, chorar até se isto aliviar a alma, e deixar que o tempo, este abençoado senhor das lembranças, possa nos trazer o alento que nossa alma tanto deseja e precisa.
    O que nos chega como "compensação" é saber que cada um tem um caminho a seguir e nem sempre temos os meios necessários para nós mesmos determinar quais sejam.
    Não conhecia este espaço... Lindo como o teu coração!
    Que te acompanhem o sorriso de delicados anjos e o brilho de mimosas estrelas, com meu carinho,
    Helena

    ResponderEliminar
  11. Prima, como, te entendo...
    E sem mais nada a acrescentar, à tua tristeza , que é também a minha...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  12. A inspiração fugiu de mim, por isso estive ausente por uns dias...
    Sei que tenho muitas visitas a fazer e pretendo rever com calma todos os blogs que amo.
    Por enquanto, passando para justificar a minha ausência por aqui.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  13. Assino por baixo, Fê!... e mais não consigo dizer...

    beijo.

    ResponderEliminar
  14. Amiga quanto me dói ver-te assim e não ter o poder de te resolver todos os teus problemas, fazer-te feliz no meio dos teus filhos. Linda a amargura apenas torna negra a nossa vida, nada resolve. Acredita que amanhã tudo se resolverá. Beijinho grande

    ResponderEliminar



Obrigada por estarem desse lado!
Fê Blue Bird