quarta-feira, 1 de outubro de 2014

"Não são apenas as penas perfeitas que fazem pássaros perfeitos." Esopo

@




As Minhas Penas

Como diferem das minhas
As penas das avezinhas
Que de leves, leva o ar;
Só as minhas pesam tanto
Que às vezes já nem o pranto
Lhes alivia o pesar

As minhas penas não caem
Não voam nunca, nem saem
Comigo desta amargura
Mostram apenas na vida
A estrada já conhecida
Trilhada p’los sem ventura

Passam dias, passam meses
Passa um ano muitas vezes
Sem que uma pena se vá
E se uma vem mais pequena
Ai depois nem vale a pena
Por que mais penas me dá

Que felizes são as aves
Como são leves, suaves
As penas que Deus lhes deu
Só as minhas pesam tanto
Ai se tu soubesses quanto
Sabe Deus e sei-o eu!

Fernando Caldeira / João Maria dos Anjos

17 comentários:

  1. ~ ~ ~ Gosto de ouvir, de vez em quando, fado. ~ ~ ~

    ~ ~ A esta hora, soube muito bem ouvir Carminho. ~ ~

    ~ ~ ~ ~ Ela interpreta genialmente. ~ ~ ~ ~

    ~ Que lhe sejam felizes, estes dias amenos de Outono. ~

    ResponderEliminar
  2. QUANTA POESIA E LEVEZA NESTE LINDO POEMA QUE ATÉ MINHAS PENAS CONSEGUIU LEVAR!

    ResponderEliminar
  3. Gostei de ouvir Carminho, um belíssimo poema de Fernando Geraldo Caldeira e a musica de João dos Anjos, é na realidade algo que me delicia.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  4. Soubesse eu escrever um fado
    E de seguida cantá-lo
    Não seria de penas, te asseguro
    Seria de asas carregadas de futuro

    (gosto um bocadinho da Carminho)

    ResponderEliminar
  5. Imagem enternecedora, do passarinho, a pulsar, quase se sente o respirar...
    As nossas, assas, também hão-de voar, leves e livres, como um passarinho...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. A poesia e o fado são de uma sensibilidade sem fim!
    Belíssimos!
    e esse pássaro azul a farfalhar as asas, um encanto!

    Quando aí estive em março, se não me falha a memória na rua Augusta, ouvi fados que vinham de um carro que vendiam CDs. Nem preciso dizer que meus olhos umedeceram em lágrimas.

    bjos
    Zizi

    ResponderEliminar
  7. Belo momento querida amiga ,faz-me lembrar quando estou de ferias os meus pais gostam muito de ouvir fado eu tambem principalmente a Carminho que e maravilhosa como o lindo poema ,muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito da imagem/filme do pássaro, da música e do poema - não conhecia.
    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
  9. Amiga Fê.

    Gosto muito da Carminho e
    se o Rogério ou tu escrevessem
    a letra de um fado
    julgo que saberia cantá-lo,
    num canto de passarinho
    logo ao acordar do galo!...:-)

    Muito lindo e com um travo de saudade da tua Desgarrada.

    Beijinhos amigos!

    Janita

    ResponderEliminar
  10. Oi, Fê!
    Não somos perfeitos como os pássaros, mas podemos voar com uma boa música. O talento de Carminho é indiscutível. Tenho o disco Alma, edição especial para o Brasil com participações de Chico Buarque, Milton Nascimento e Nana Caymmi em faixas extras que sempre está no repeat!
    Beijus,

    ResponderEliminar
  11. Gosto muito de música, e esta melodia e letra me encantaram. Parabéns pela escolha.
    beijos, Léah

    ResponderEliminar
  12. Ao som de um belo fado, eu viajo nas asas do passarinho e adentro neste belissimo poema.
    Muito lindo Fê.
    Abraços com carinho amiga.
    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Olá FÊ! Vou-lhe contar um caso muito curioso... Eu adoro a Carminho e descobri-a através de um fadista que também é jogador da bola e que actuou durante imensos anos no meu Costa de Caparica... Trata-se de Ricardo Aires, defesa central ou lateral direito, segundo as necessidades, fadista por Paixão e algum talento, e que aparece num vídeo do You Tube, há uns anos, numa noite de fados da Mouraria, onde actuou também a então desconhecida Carminho! O meu cansaço e embriaguez não permitem dizer-lhe exactamente onde se encontra esse registo curioso, mas o mesmo não será difícil de encontrar no tal site de vídeos partilhados tão famoso...

    Desculpe tanto paleio depois de tão larga ausência.

    Obrigado pela sua persistente presença, tão importante para mim!!!
    MUITO IMPORTANTE, mesmo!!!

    beijo.

    ResponderEliminar
  14. Oi Fê!
    Com certeza conseguirás crochetear a manta de corações.
    No blog deixei o link e tem um passo a passo lá.
    Se fizeres,vou querer ver,tá?
    Bjus
    Me apaixonei pelo pássaro,rs.

    ResponderEliminar
  15. Bela música!
    Não se avalia o belo apenas pela aparência. Bjs.

    ResponderEliminar
  16. Que distraída estou! Li a colocação de Esopo e só agora percebi o poema. Nossas penas, muitas vezes, apenas nós conhecemos. Bjs.

    ResponderEliminar
  17. O que faz um passaro perfeito é o coração. Beijinhos

    ResponderEliminar



Obrigada por estarem desse lado!
Fê Blue Bird