sexta-feira, 31 de outubro de 2014

VEM !

 fecha os olhos e dá-me a tua mão

 segue em frente, devagar...

sente a terra debaixo dos teus pés

cheira a água do rio, as flores, o vento que vem do norte

 continua... não tenhas medo... eu estou aqui

as rãs, as cigarras, ouves ?

 este bater, escuta... é uma borboleta

 não, não pares... confia em mim


 quando eu disser


 só quando eu disser é que podes abrir os olhos


espera um pouco...



AGORA!

pintura de Matheus Lopes

Fê blue bird




“Talvez eu seja enganado inúmeras vezes... 
Mas não deixarei de acreditar que em algum lugar alguém merece minha confiança.”

―Aristóteles

Beijinho e bom fim de semana !

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Dois Exemplos de Coragem e Sobrevivência.


 Os incríveis saltos dos patinhos-carolinos e dos gansinhos-de-face-branca.
@










Os Patos-Carolinos, ou Patos-das-Árvores, fazem os ninhos em buracos de árvores muito altas. Poucas horas após eclodirem os patinhos têm que saltar para o chão para poderem encontrar alimentos e assim sobreviverem.  Apreciem este vídeo incrível e digam lá se não é preciso coragem ? 



Mas os saltos mais impressionantes e corajosos são os dos gansinhos-de-face-branca. Nas primeiras horas de vida após a sua eclosão, estas pequenas aves têm que dar um salto gigante de mais de 120 metros, desde o seu ninho no alto dos escarpados até ao solo.
O vídeo em baixo faz parte de um série de documentários da BBC Life Story de David Attenborough. Esta série composta por vários episódios, demorou quatro anos a ser realizada e nela podemos observar as primeiras  horas de vida de uma grande variedade de animais.
Neste episódio podemos ver imagens raras e emocionantes que sem dúvida vão se converter num dos momentos mais emblemáticos da história dos documentários da natureza. 
Como sublinhou Sir Attenborough:
 "Com três dias de idade, estas aves já sobreviveram ao maior desafio de suas vidas,  numa das tácticas de sobrevivência mais extremas na natureza"



[Anteriormente os biólogos achavam que os gansos adultos desciam com seus filhotes no bico, mas a realidade é que os pequenos corajosos se lançam no vazio e o mais surpreendente é que mais de metade sobrevive a essa queda.]



"Sirvo-me de animais para ensinar o homem."
Jean de La Fontaine

 *

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Rouxinol sem noite não pode viver.

ROUXINOL AZUL

CANTILENA

Cortaram as asas
ao rouxinol.
Rouxinol sem asas
não pode voar.

Quebraram-te o bico,
rouxinol !
Rouxinol sem bico
não pode cantar.

Que ao menos a noite
ninguém, rouxinol
ta queira roubar.
Rouxinol sem noite
não pode viver.
Rouxinol sem noite
não pode viver.

 Sebastião da Gama





BOA SEMANA!

Fê blue bird

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

O Melhor Lugar do Mundo

É DENTRO DE UM ABRAÇO
Allison Taylor Jones

São dois braços, são dois braços
servem pra dar um abraço
assim como quatro braços
servem pra dar dois abraços

E assim por aí fora
até que quando for a hora
vão ser tantos os abraços
que não vão chegar os braços

Vão ser tantos os abraços
que não vão chegar os braços
prós abraços vão ser tantos os abraços
que não vão chegar os braços


*

Canção dos Abraços

*esta canção pertence à peça do Sérgio Godinho
"Eu, tu, ele, nós, vós, eles"


UM ABRAÇO E O DESEJO DE UM BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS  !

Fê Blue bird

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

{ oração }



Paige Bradley
há pessoas que oram
unindo as mãos e olhando o céu
 acho que procuram algo fora delas 
há pessoas que oram
 meditando e fechando os olhos 
penso que procuram algo dentro delas 
 eu fecho os olhos procurando o céu

.

 Fê blue bird






" Todos os corações têm um limite. E é na diferença no que acontece depois desse limite que se faz a diferença entre as pessoas: alguns corações, depois do limite, explodem – e atiram para fora tudo o que estava por dentro a magoar; outros corações, depois do limite, implodem – e atiram para dentro tudo o que estava por fora a magoar. Seja como for: todos os corações acabam em cacos."

Pedro Chagas Freitas

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Ah, se eu pudesse ...



Ah!, se eu pudesse te buscar sorrindo
E lindo fosse o dia, como um dia foi
E indo nesse lindo, feito para nós dois
Pisando nisso tudo que se fez canção 

Ah!, se eu pudesse te mostrar as flores
Que contam suas cores para a manhã que nasce
Que cheiram no caminho quem falasse
As coisas mais bonitas para a manhã de sol

Ah!, se eu pudesse, no fim do caminho
Achar nosso barquinho e levá-lo ao mar
Ah!, se eu pudesse tanta poesia
Ah!, se eu pudesse, sempre, aquele dia

Ah!, se eu pudesse te encontrar serena
Eu juro, pegaria sua mão pequena
E juntos vendo o mar
Dizendo aquilo tudo, quase sem falar

 Composição: Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli







*

BOA SEMANA !

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

" OS NINGUÉNS "

Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza
imagem retirada da net sem indicação de autor
"O dia internacional para a erradicação da pobreza celebra-se a 17 de Outubro. A data foi comemorada pela primeira vez em 1992, com o objectivo de alertar a população para a necessidade de defender um direito básico do ser humano. A erradicação da pobreza e da fome é um dos oito objectivos de desenvolvimento do milénio, definidos no ano de 2000 por 193 países membros das Nações Unidas e várias organizações internacionais.
Em Portugal, o número de pobres e de pessoas que passam fome tem vindo a aumentar, em resultado da crise. As instituições de apoio e caridade social têm registado um aumento significativo do número de pedidos de apoio por parte das famílias portuguesas.
Segundo dados revelados pela Rede Europeia Anti-Pobreza, 18% dos portugueses são pobres. De acordo com esta organização, o número europeu que serve de referência para definir a pobreza equivale a um vencimento mínimo mensal de 406 euros." 
*
Os ninguéns de Eduardo Galeano

BOM FIM DE SEMANA !

Fê blue bird

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

“Por vezes vemos uma gaivota e cremos que nos abeirámos da praia. Começamos a acreditar no mar. E por vezes é apenas uma gaivota perdida. E perdemo-nos com ela.” *

in the Blue Expanse, 1918 de Arkady Rylov (1870-1939)
*

A nossa Dulce Pontes tem uma voz única, mas esta interpretação da "Canção do Mar" deixou-me de boca aberta, e por isso quis partilhá-la convosco. Quem imaginou que duas lindas russas pudessem ter uma tão fantástica interpretação da nossa canção.

APRECIEM :
 Песня. Голос - Пелагея и Эльмира Калимуллина



* [In: Diário dos Infiéis] ―João Morgado

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

{ há dias assim }



quantas vezes estou triste, cansada
mesmo me sentindo amiga, amada
triste este sentimento confesso
num coração  que se sente opresso
rio das piadas que faço, mentindo
tento esconder as lágrimas, caindo
como um papel que amasso na mão
às vezes assim me sinto, sem chão...


Fê blue bird

*

domingo, 12 de outubro de 2014

" CATS "


Sou uma apreciadora de bons musicais e também de gatos :) logo não podia perder a vinda a Portugal  do mundialmente famoso musical  " CATS" de Andrew Lloyd Webber .

Não há palavras para descrever o musical em si. É simplesmente brilhante. Não é só um musical sobre gatos. É um espectáculo de luz, cor, som e dança. Uma mistura de géneros musicais desde os cantos corais ao jazz. Só um génio é que consegue transformar uma série de rimas sobre gatos escritas por T.S.Eliot e transformá-las num musical que está em cena à mais de 25 anos.

Mas o Campo Pequeno foi uma desilusão como sala de espectáculos, aliás deve ser a pior sala de espectáculos do mundo. A acústica é péssima, a iluminação deficiente, onde quer que uma pessoa se sente o palco está sempre lá longe. Foi construído para touradas e ponto final.
Depois, não há condições para se ver um espectáculo naquela plateia enorme, plana, ali colocada no meio da gigante arena. Ou nas bancadas, com a luz e o barulho constantes vindos dos corredores, já para não falar das super-incómodas cadeiras onde literalmente estamos entalados.
Um calor sufocante fez com que uma senhora sentada à minha frente desmaiasse quase logo no início do espectáculo e depois para o INEM a conseguir tirar daquele espaço sem nenhumas condições de segurança foi aflitivo de ver. Lembrei-me logo da tragédia que aconteceu à pouco tempo.

No entanto não me arrependo de o ter ido ver antes pelo contrário,  mas acho que se os "gatos" miassem no Coliseu de Lisboa ou no CCB teria sido outra coisa, completamente diferente disso não tenho qualquer dúvida.



Deixo-vos com a mais conhecida e memorável música deste musical.

BOA SEMANA!

Fê blue bird



sexta-feira, 10 de outubro de 2014

VIVER NO CAMPO


Pinterest
"Ultimamente ando cá com uma ideia, deixar tudo e ir viver para o campo. Eu que nasci e sempre vivi na cidade de repente deu-me para isto.
Fugir da poluição, do barulho e das casas empacotadas, escapar-me das filas, das lojas e das compras, deitar fora os cartões electrónicos, comprar um porta-moedas e voltar a andar a pé.
Lavar a cara, pôr um lenço na cabeça e nunca mais pensar na Verónica cabeleireira. 
Fugir desta mascarada e só vestir roupa de algodão.
Trocar os desodorizantes pelo sabão azul e branco e estender a roupa numa grande corda balançada pelo vento.
Desistir de algumas futilidades que ainda me preocupam e conviver com as coisas simples que se calhar ainda existem nalgum recanto deste país.
Dar milho às galinhas, cuidar da horta, semear e plantar e ter um burro. Sabem, sempre alimentei a esperança de um dia ter um burro, não sei porquê  :)
Nos dias soalheiros sentar-me à sombra de um pinheiro manso a reler Júlio Dinis e Eça de Queirós.
Deitar-me com as galinhas, comer arroz-doce caseiro e dormir num sótão com uma janela virada para o céu.
E nas noites frias, sentar-me junto da lareira a beber um leite quente e esquecer-me que existe política, futebol e televisão."

E por falar em viver no campo
quem, se lembra desta série ?






BOM FIM DE SEMANA!

 Fê blue bird

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

" Outono - Tempo de Colheita "

A vida
 é o bago de uva
 macerado
 nos lagares do mundo
 e aqui se diz
 para proveito dos que vivem
 que a dor é vã
 e o vinho breve.

" SALMO " - Carlos de Oliveira, em 'Cantata' (1921-1981)
@

CANÇÃO DA VINDIMA (BEIRA BAIXA)


Não se me dá que vindimem
vinhas que eu já vindimei.
Não se me dá que outros logrem
amores que eu já rejeitei.


Fui um ano à vindima,
pagaram-me a trinta réis;
Dei um vintém ao barqueiro, Ai
Fui p´ra casa com dez réis,

Dei um vintém ao barqueiro, Ai,
Fui p'ra casa com dez réis.
Pela folha da vindima,
pagaram-me a trinta réis;

Faço-me desentendida, Ai,
A mim não me escapa nada,
Faço-me desentendida, Ai,
A mim não me escapa nada.

Estou debaixo da latada,
nem à sombra, nem ao sol;
Estou ao pé do meu amor, Ai,
o há regalo maior,
Estou ao pé do meu amor, Ai,
Não há regalo maior.


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

BOA SEMANA !

[ligue o som]
@



Saber tudo de tudo. Ou tudo de algum saber. 
Decerto é impossível e mesmo indesejável.
 Mas que tu sintas que é bela a luz ou ouvir um pássaro cantar
 e terás sido absolutamente original. 
Porque ninguém pode sentir por ti.

Vergílio Ferreira


*

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Fecha os olhos !

“As melhores coisas da vida são invisíveis.
 É por isso que nós fechamos os olhos quando ...
beijamos,
 dormimos,
 e sonhamos. "


frase de - Cazuza
imagens - Beautiful Older People - Pinterest



*

(quantas vezes temos que fechar os olhos a tantas coisas ) 

BOM FIM DE SEMANA !

Fê blue bird