terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

{ meu mar }


foto minha

vivo a minha história no meio dos outros
almas que não olham e nem se tocam
passo perto de mansinho e em veludo
morrem-me sonhos
nascem-me ideias
e o mundo continua a rodar à minha volta
impiedoso, solene, cruel, apático e malévolo
estou cansada de palavras sem jeito
de sonos inquietos e  interrompidos
de gente míope e insensata
estou farta de névoas, de maldade de ódios às carradas
quero mergulhar na onda mais revolta deste mar
aquela que me traz o cheiro do espanto
do amor, do riso e do pranto
da força e da alegria em tons de esperança.

Fê blue bird


15 comentários:

  1. Também me sinto farta Fê...

    Essa sua foto está perfeita, e até nos deixa ouvir o mar batendo na areia =)
    bj amg

    ResponderEliminar
  2. Partilho incondicionalmente as suas palavras,a cegues do ser humano
    que teima em mostrar o seu lado negro ,muitos beijinhos no coraçao.

    ResponderEliminar
  3. Há dias assim para o cinzento... em que perdemos o alento.
    :(

    Linda a poesia!

    ResponderEliminar
  4. Que posso eu dizer-te Fê, não tenho palavras de alento para te dar, apenas um abraço para te confortar.
    Estamos em sintonia com as imagens, no meu cantinho tenho o "meu" mar.

    Beijinho com carinho

    ResponderEliminar
  5. Lindíssimo mergulho amiga, para emergir num poema destes abençoados,
    cheio de alma e coração.
    Aplausos nas figuras maravilhosas nas trincheiras da inspiração.
    Eu queria mergulhar neste mar de inspiração que faz coisas belas, ainda que carregadas de inquietação,
    marcas de melancolia sobejo de tristeza.Que a poesia lança uma capa.
    Um carinhoso abraço amiga.
    Bju

    ResponderEliminar
  6. Um poema que faz ainda mais sentido num dia como hoje em que a barbárie anda à solta :(
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Bom dia, temos momentos bons e menos bons, é neste momento menos bom que a motivação deve prevalecer, o poema é lindo, é demonstrativo que a vida é constituída por ciclos.
    AG

    ResponderEliminar
  8. um poema que denota um certo desalento.
    outros amanheceres virão,
    poema e foto em sintonia.
    beijinho Fê

    :)

    ResponderEliminar
  9. Oi, Fê!
    Foto linda! Sim, às vezes queremos estar em um barquinho longe de tudo e de todos! :)
    Beijus,

    ResponderEliminar
  10. Delicia este barulho de mar ora forte ora manso sempre no seu vai e vem!
    E as gaivotas a voarem...em bando!

    ResponderEliminar
  11. Pois é, Fê! «gente míope» é o que há mais! Infelizmente!

    Esse barulho do mar - que saudades!

    ResponderEliminar
  12. O Mar é sempre inspirador (como comprova o belíssimo Poema) e inspirado...

    beijo.

    ResponderEliminar
  13. ~
    ~ ~ Penso que andamos todos assim, Fbb, lutando e resistindo ao cansaço...

    ~ ~ Um lindo poema.

    ~ ~ ~ Beijinho. ~ ~ ~
    .

    ResponderEliminar
  14. Gostei muito do poema e adorei a foto!
    Tenho inveja de quem vive perto do mar...

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  15. A sua apatia e maldade é o que mais dói. Beijinhos

    ResponderEliminar



Obrigada por estarem desse lado!
Fê Blue Bird