quarta-feira, 10 de junho de 2015

O Desespero de Ser Português



O Desespero de Ser Português

Deus, dá-me força para delinear, para perceber a síntese total da psicologia e da história psicológica da nação portuguesa! Todos os dias os jornais me trazem notícias de factos que são humilhantes, para nós, Portugueses. Ninguém pode conceber como eu sofro com eles. Ninguém pode imaginar o profundo desespero, a enorme dor que perante isto se apodera de mim. Oh, como eu sonho com aquele Marquês de Távora que poderia vir redimir a nação — um salvador, um verdadeiro homem, grande e dominador que nos endireitaria. Mas nenhum sofrimento pode igualar aquele que me leva a perceber que isto não é mais do que um sonho.

Eu nunca sou feliz, nem nos meus momentos egoístas nem nos meus momentos não egoístas. A minha consolação é ler Antero de Quental. Finalmente, em mim, o espírito de Lutero. Oh, como eu compreendo o profundo sofrimento que era o seu.
Devo escrever o meu livro. Tremo de pensar qual possa ser a verdade. Ainda que seja má tenho que escrevê-lo. Queira Deus que a verdade não seja má!
Gostaria de ter escrito isto num melhor estilo, mas a minha capacidade para escrever desapareceu.

Fernando Pessoa, in 'Manuscrito (5/9/1908)'

17 comentários:

  1. Um dia feliz para si..

    Beijinhos-http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Como sofreu o nosso grande poeta com as desgraças e misérias deste seu/nosso querido e belo país! Por isso se evadiu para os heterónimos, todos eles, porém grandes sofredores lusos...

    Beijinhos e VIVA PORTUGAL!

    ResponderEliminar
  3. Hoje neste dia tão especial fica-nos a sensação de um pais retalhado por tantas atrocidades cometidos a este povo que sofre à muito ,muitos beijinhos querida amiga ,viva Portugal

    ResponderEliminar
  4. «Esta é a ditosa pátria minha amada. Não.
    Nem é ditosa, porque o não merece.
    Nem minha amada, porque é só madrasta.
    Nem pátria minha, porque eu não mereço
    A pouca sorte de nascido nela. »

    Jorge de Sena, no "Conversa..."

    ResponderEliminar
  5. Oi Fê,hoje é um dia especial para vocês e o meu Pais-Brasil,também nos envergonha com tantas atrocidades e corrupções que está havendo e destruindo a nossa amada Bandeira.
    Bjs amiga e um ótimo final de feriado.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Olá Fê
    Fernando Pessoa retrata bem o que actualmente se passa no espirito de milhares e milhares de portugueses...
    Contra ventos e marés nunca me passou pela cabeça sair do meu País, e digo orgulhosamente que amo ser Portuguesa.
    Beijinho grande e bom feriado
    Teresa

    ResponderEliminar
  7. A sensação de que o nosso poeta "previa" o futuro! Infelizmente acho muito actuais estas palavras, bem adequadas ao nosso país.

    Beijinho amiga

    ResponderEliminar
  8. Pelas palavras do grande poeta tem-se a impressão que ele sabia das adversidades que o seu amado país enfrentaria
    Mas tal como ele sonhou não é possível retroceder no tempo. Avante na luta! Um dia tudo vai melhorar
    Beijos e um sorriso querida Fê

    ResponderEliminar
  9. Foi neste pedaço de chão que abri os olhos para o mundo, sempre cá vivi, trabalhei, fui Mãe, amei e sofri.
    Senti na pele o 'orgulho' arrogante de um ditador que, propositadamente, ostracizou a região que me viu nascer, mas nunca deixarei que me tirem o direito de ter uma Pátria!.... A minha...Portugal!

    Beijinhos e um grande abraço, amiga Fê!

    Quanto ao nosso Hino, não gosto dele! Tive que desligar o som. Não me perguntes porquê, amiga, não te saberia responder! É assim uma "coisa de pele"!

    ResponderEliminar
  10. Fê, o texto do grande escritor estaria apropriado para nós também. São tantos os desmandos, as falcatruas, os ônus impostos ao povo ... Tristeza diária ao se ler os noticiários. Bjs.

    ResponderEliminar
  11. Palavras tão actuais que arrepiam!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Penso que todos os povos têm uma relação paradoxal com o seu próprio país. Cada um à sua maneira. A verdade é que não há nações perfeitas. E Portugal não é exceção.

    Um beijinho Fê

    ResponderEliminar
  13. Gosto de ser português, adoro a nossa Pátria, sinto-me bem por cá.
    É pena um país não poder escolher os seus habitantes.
    Beijinho, Fê.

    ResponderEliminar
  14. ~~~
    ~ Muito sofreu o nosso Mestre com a República que considerava grosseiríssima.
    ~ ~ Provavelmente até estaríamos melhor com D. Duarte Pio de Bragança... ~ ~

    ~~~~~ Beijinhos. ~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  15. Olá querida Fê
    Fernando Pessoa retrata bem o que ocorre com milhares de portugueses...
    Aqui no Brasil também a muito o que desejar, há muita coisa errada. Uma linda noite. Beijos.

    ResponderEliminar
  16. Minha querida amiga
    Estou quase a regressar e nessa altura visitarei todos os blogs amigos.
    Por agora venho pedir-te um favor:
    Se não é pedir muito…vai ao meu blog, escreve qualquer coisa no espaço dos comentários, e vê se algo de anormal acontece.
    Estou preocupado porque uma amiga – MAJO – informou-me que o meu blog está com vírus.
    Depois de ler o comentário de MAJO, pedi a duas amigas – Mariazita e Teresa - que fossem lá ver o que se passava.
    Não notaram nada de anormal, e assim o escreveram em comentários.
    Mas a MAJO insiste que “tenho” vírus…
    Vai até lá, por favor, e informa-me.
    Em devido tempo te agradecerei!
    PS – Desculpa o “Copy”, mas não pode ser doutro modo.
    Um beijo
    MIGUEL / ÉS A MINHA DEUSA

    PS,PS – APROVEITO PARA DESEJAR UM ÓPTIMO FIM DE SEMANA.

    ResponderEliminar
  17. Apesar de um grande poder analítico, Fernando pessoa deveria ter sofrido de uma grande depressão.

    ResponderEliminar



Obrigada por estarem desse lado!
Fê Blue Bird