quinta-feira, 5 de novembro de 2015

{ quero acreditar }

 que ainda há histórias com final feliz.

ENYA / EL SUEÑO DE LAS HADAS 


imagem retirada daqui

MÃEZINHA

Andam em mim fantasmas, sombras, ais... 
Coisas que eu sinto em mim, que eu sinto agora;
Névoas de dantes, dum longínquo outrora;
Castelos d'oiro em mundos irreais...

Gotas d'água tombando... Roseirais
A desfolhar-se em mim como quem chora...
— E um ano vale um dia ou uma hora,
Se tu me vais fugindo mais e mais!...

Ó meu Amor, meu seio é como um berço
Ondula brandamente... Brandamente...
Num ritmo escultural d'onda ou de verso!

No mundo quem te vê?! Ele é enorme!...
Amor, sou tua mãe! Vá... docemente
Poisa a cabeça... fecha os olhos... dorme...

Florbela Espanca, in 'Antologia Poética'
 

23 comentários:

  1. Terno, divino!

    beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. É preciso amiga ainda que neste mundo encontramos e vemos coisas que nos fazem repensar.
    Eu prefiro crer.
    Lindo fim de semana com paz e alegrias no coração.
    Carinhoso abraço e beijo paz.

    ResponderEliminar
  3. Amiga sei que no mundo como está é difícil crer em finais felizes, mas para se sobreviver e não se desesperar é necessário.
    beijinhos, muita luz e paz.
    Léah

    ResponderEliminar
  4. ~~~
    ~ Temos que acreditar
    e jamais perder a esperança, doce e querida amiga.

    ~~ Beijinhos, Fbb. ~~
    ~ ~ ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
  5. Fê, querida, felizes por completo nunca seremos. Tenho por "fim", a despedida dessa vida. Enquanto estivermos aqui, haveremos que alimentar a esperança. Grande beijo.

    ResponderEliminar
  6. Prima

    Quando nós deixar-mos de acreditar o nosso mundo acaba,

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Presumo que o seu filho esteja a travessar uma fase difícil.
    Mas vai ser (mais) uma história com final feliz.
    Beijinhos, bfds

    ResponderEliminar
  8. Com certeza que à finais felizes e é isso que nos faz viver.
    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  9. Há, sim, finais felizes e episódios que acabam bem. Pensamento positivo!

    Um beijinho, querida Fê

    ResponderEliminar
  10. É sempre com o sentimento que lemos Florbela Espanca. Não perder a esperança seja qual for o problema, amiga.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  11. Prima, acrecditar está na massa do sangue. Na minha, claro. Acredito em tudo mas com uma certa reserva...
    Kis minha prima
    :=>)

    ResponderEliminar
  12. Oi Fê!
    Ando sumida por aqui né?
    Mas depois da tormenta vem a bonança...
    Um lindo fim de semana.
    Bjus

    ResponderEliminar
  13. Claro que ainda existem finais felizes neste mundo cada vez mais egocêntrico ,adoro Florbela Espanca ,o último livro que comprei dela foi o de Sonetos ,muitos beijinhos no coração querida amiga .

    ResponderEliminar
  14. Se os finais felizes forem finais possíveis, porque não existirão? Existem, sim.

    Beijinhos; um bom fim-de-semana:)

    ResponderEliminar
  15. Com enquadramentos assim, de longo alcance, não há lugar para finais infelizes.

    Um bom final de semana, Fê :)

    ResponderEliminar
  16. Que soneto enternecedor. Amiga Fê!
    É como uma canção de ninar com que qualquer Mãe embalaria o seu filho, fosse criança ou adulto a precisar de colo! Comovente....

    Podes acreditar, amiga, há finais felizes, sim! Senão de que valeria termos passado pela vida? ACREDITA!!

    Beijinhos, querida amiga e nunca percas a Esperança.

    Janita

    ResponderEliminar
  17. Oi Fê,

    Que soneto lindo e comovente! E lido ao som da Enya ficou ainda mais tocante.
    Adoro as músicas da Enya.
    Sabe, Fê, eu acredito muito em finais felizes. Precisamos acreditar nisso para materializar nossos anseios em tal sentido.

    Belíssima postagem.

    Ótimo final de semana.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  18. Não conhecia este poema dela. É lindo.
    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar



Obrigada por estarem desse lado!
Fê Blue Bird