sábado, 26 de setembro de 2015

" O Outono é uma estação para recriar, ressurgir das cinzas ... florescer. " *

* frase de Luiza Gosuen

"A MELHOR ESTAÇÃO PARA A ALMA É O OUTONO, MÊS DAS NOSTALGIAS, DAS RECORDAÇÕES , DO CHEIRO DA MÃE TERRA, DA PREPARAÇÃO PARA UM NOVO CICLO DE VIDA. POIS TAL COMO AS ÁRVORES, TAMBÉM NÓS PASSAMOS POR UM PROCESSO PROFUNDO DE RECICLAGEM, ONDE DEIXAMOS IR O QUE NÃO NOS SERVE PARA RECEBERMOS O NOVO QUE HÁ-DE VIR. "

Lance Johnson



GOSTO DO OUTONO ! 

Gosto dos tons quentes 
e dourados que vestem
 a paisagem e
 do aroma a terra quando cai
 as primeiras chuvas.

 
Gosto dos frutos,
 uvas, romãs, dióspiros e
 castanhas, cozidas ou assadas,
com cheiro a infância.


Gosto dos serões no sofá
enroscada numa manta
 com a minha gatinha ao colo
ronronando...


Gosto das roupas,
das echarpes coloridas,
da suavidade das malhas,
  de lhes sentir o calor e o aconchego.


Gosto dos raios de sol
 quentes nas tardes frias,
 das torradas com doce de maça e canela
acompanhadas com capuccino.



Gosto de estar aqui,
rodeada de amigos,
enquanto ouço a bela melodia
e escrevo o que me vai na alma...

...UMA ALMA DE OUTONO !


Fê blue bird










Autumnal Equinox (Narsilion)  


sábado, 19 de setembro de 2015

SEIS ANOS !


"Peter Gabriel - Don't Give Up"

Acho que cheguei ao topo desta "montanha" e estou a questionar se devo ou não manter-me por aqui ou... voar !
O facto de neste momento não ter o meu computador a colaborar, associado ao cansaço e a algum desanimo está a facilitar-me esta decisão. 
Há seis anos que faço esta escalada, tentando sempre manter-me fiel ao percurso que defini no início. Construí amizades que ultrapassaram a barreira do virtual. Desabafei, ri, chorei e principalmente partilhei momentos que guardarei sempre no meu coração.

Agradeço a todos vós meus queridos amigos e amigas, a ajuda e o carinho que sempre me dispensaram ao longo deste percurso maravilhoso.

Um beijinho comovido e um abraço apertado

Fê blue bird



quarta-feira, 16 de setembro de 2015

{ caderno de capa preta }


John Lautermilch

" Sentada na sala de espera daquele velho hospital, Rosa pegou no seu pequeno caderno de capa preta que sempre a acompanhava, ali, em letras miudinhas e perfeitas, escrevia tudo o que lhe ia alma, os sonhos, as desilusões, os devaneios e ultimamente os medos que a sobressaltavam.
A escrita sempre fora o seu refúgio, a sua companhia e nunca a decepcionara, até hoje !
Por mais que tentasse, nada saía da sua cabeça e as suas mãos tremiam tanto, de medo, de frio, não sabia.
Estava tão cansada, mas porquê pensava, afinal não se lembrava de ter feito alguma coisa para se sentir assim.
Há muitas horas que estava ali à espera mas não se importava, afinal sempre tinha a companhia de outras pessoas e em casa estava sozinha.
Porque será que hoje não consigo escrever, o que aconteceu comigo, onde estou afinal? Dizia para si baixinho.
Ouviu uma voz forte dizendo que tinha chegado a sua vez, Rosa levantou-se insegura deixando para traz o seu pequeno caderno de capa preta. "
{reeditado}
Fê blue bird

 Hier encore

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

No Fim do Verão

Thierry Draus

No fim do verão as crianças voltam, 
correm no molhe, correm no vento. 
Tive medo que não voltassem. 
Porque as crianças às vezes não 
regressam. Não se sabe porquê 
mas também elas 
morrem. 
Elas, frutos solares: 
laranjas romãs 
dióspiros. Sumarentas 
no outono. A que vive dentro de mim 
também voltou; continua a correr 
nos meus dias. Sinto os seus olhos 
rirem; seus olhos 
pequenos brilhar como pregos 
cromados. Sinto os seus dedos 
cantar com a chuva. 
A criança voltou. Corre no vento.

Eugénio de Andrade, in 'O Sal da Língua'

Alison Krauss - "End of a Summer Storm"

BOA SEMANA!

Fê blue bird 

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Dá-me a tua mão e vamos apreciar o fim de semana !


  As mãos foram feitas
para trazer o futuro,
encurtar a tristeza, encher
o que fica das mãos
de ontem - intervalos
(duros, fiéis) das palavras,
vocação urgente
da ternura, pensamento
entreaberto até
aos dedos longos
pelas coisas fora
pelos anos dentro.

Vítor Matos e Sá - "
Dá-me as Tuas Mãos"


We'll fight, not out of spite
For someone must stand up for what's right
Cause where there's a man who has no voice
There ours shall go singing 

@

BOM FIM DE SEMANA !

Fê blue bird

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Eras capaz ?

Karin Taylor

De te sentares num banco de jardim e comigo escreveres um conto ?
De leres em voz alta para mim um trecho escolhido por ti, de um livro ?
De ouvir-me ler para ti um trecho de um livro escolhido por mim ?
De ouvir-te, ouvindo-me ?
 Eras capaz?

Fê blue bird



Ron Pope - Reason To Hope 


domingo, 6 de setembro de 2015

Dizei amigos , Dizei só a mim ...tiveram saudades minhas ?

Ó ventos do monte
Ó brisas do mar
A história que vou contar
Dum pastor Florival
Meu irmão de Bensafrim natural
Rezava assim
Passava ele os dias
No seu labutar
E os anos do seu folgar
Serras vai serras vem
Seu cantar não tinha fim
O pastor cantava assim
Ó montes erguidos
Ó prados do mar em flor
Ó bosques antigos
Trajados de negra cor
Voa andorinha
Voa minha irmã
Não te vás embora
Vem volta amanhã
Dizei amigos
Dizei só a mim
Todos só de um lado
Quem vos fez assim
Dizei-me mil prados
Campinas dizei
A história que não contei
Serras vai serras vem
O seu mal não tinha fim
O pastor cantava assim
Ó montes erguidos
Ó prados do mar em flor
Ó bosques antigos
Trajados de negra cor
Voa andorinha
Voa minha irmã
Não te vás embora
Vem volta amanhã
Dizei amigos
Dizei só a mim
Todos só dum lado
Quem vos fez assim
Seu bem que ele vira
Num rio a banhar
Ao vê-lo vir espreitar
Nunca mais apareceu
Ao pastor de Bensafrim
Sua dor chorava assim
Ó montes erguidos
Ó prados do mar em flor
Ó bosques antigos
Trajados de negra cor
Voa andorinha
Não te vás embora
Vem volta amanhã
Dizei amigos
Dizei só a mim
Todos só dum lado
Quem vos fez assim

Zeca Afonso -  O PASTOR DE BENSAFRIM

fotos minhas tiradas bem perto de Bensafrim 

BOA SEMANA !

Beijinhos