segunda-feira, 16 de maio de 2016

Passaram demasiados dias.

Christian Schloe

Despi as palavras. Vesti o silêncio.
Precisava de o fazer.
Passaram demasiados dias.
O frio e o esquecimento tomou conta de cada letra.
 As palavras começaram a sucumbir.
O silêncio, no conforto das suas vestes, tomou conta da situação.
Isto não pode continuar assim.
Tomei uma decisão.
Vesti as palavras moribundas
que muito lentamente começam a ganhar cor.
Despi o silêncio, que envergonhado desapareceu.
Vou tentar ressuscitar algo
 que já faz parte de mim.

Fê blue bird




a ouvirYann Tiersen - l`apres-midi


 

27 comentários:

  1. Que bom te ler novamente...Passaram muitos dias mesmo! Bom te ver! Linda poesia! bjs,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, despir o silencio a voltar a publicar é excelente, lindo poema e musica, Yann Tiersen é sempre agradável de ouvir.
    Boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
  3. Amiga, vim procurar-te, porque...sim!!

    No meu blog esta publicação não foi actualizada, ainda estamos a "Cantar"...:)

    É muito bom contar de novo, com os teus pensamentos, a tua música, as tuas belas imagens. Enfim, contigo!
    Fizeste bem em despir o silêncio e vestir as palavras que tão bem sabes escrever.
    Há uma modorra quase generalizada...não podes desaparecer, amiga Fê! Logo tu, que és a nossa fonte de inspiração e perseverança!

    Um beijinho grande vestido de encantamento...:)

    Janita

    ResponderEliminar
  4. Encantamento puro: imagem, poema, música.

    {*}

    ResponderEliminar
  5. Que bom vê-la de volta Fê!
    Seja muito bem vinda.
    Bjs e uma linda semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Bom senti-la por perto, Fê... e sem cobranças, quanto ao ritmo de publicações...
    Senão perde-se a essência, do que a gente gosta de fazer... para cumprir calendário...
    Mas é inegável... que é muito... muito... bom tê-la por aqui... sempre em grande, e em bom... com uma série de escolhas excepcionais... de primeira!... Como hoje!
    Um beijinho grande! Boa semana! Tudo de bom, por aí!
    Ana

    ResponderEliminar
  7. Ressuscitar...renascer...só pode engrandecer!
    Palavras corajosas e aplicá_las na poesia traz mérito a quem escreve!
    Bj e obrigada pelo som

    ResponderEliminar
  8. Que felicidade minha querida amiga que muito estimo e admiro ,sentir de novo a sua presença que tanto me enriquece é maravilhoso ,um momento radiante que delicadamente escreveu ,muitos beijinhos no seu lindo coração.

    ResponderEliminar
  9. Este cantinho é delicioso.
    Vista-o de palavras sábias e belas a que nos habituou.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Um poema maravilhoso que, amei ler. Parabéns

    Beijo de boa noite.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. ~~~
    ~ Bem-vinda, querida Fbb.

    Um retorno muito agradável!

    ~~ Dias belos e felizes...

    ~~~~~~ Beijinhos. ~~~~~~

    ResponderEliminar
  12. Direi ouvir estrelas... ou direi ler estrelas?
    Querida Fê, dispa as palavras,deixe-as nuas. Nuas e cruas, vestidas, agasalhadas, estilosas, aperaltadas! Mas deixe-as vir à tona da ponta dos dedos a dedilhar o teclado e deixe-se estar aí e nós aqui... e seremos e estaremos... enquanto a palavra durar.

    bjn amg mto gde

    ResponderEliminar
  13. Que belo poema amiga. E que bom vê-la de volta. Por muitos dias que se passassem o esquecimento deste cantinho não me apanhou.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  14. E fizeste bem! Carneirinho que se preze renasce sempre das cinzas por mais profundas que elas sejam...

    Bem-vinda de volta.

    Beijinhos cheios de carinho.

    ResponderEliminar
  15. Boa noite, querida Fê!
    Bárbaro! Genial a forte expressão da alma que quebra o silêncio só pelo poema tão inspirado como uma missão para que o coração não estoure...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  16. Querida amiga a saudade foi grande embora estivesses sempre presente em meu coração que bom que expulsaste o silencio e voltaste a nos brindar com seus lindos poemas e tua amizade indispensável.
    Bem vinda, beijinhos
    Léah

    ResponderEliminar
  17. "Passaram demasiados dias"...mas regressou em grande!
    Excelente texto!
    Parabéns!
    beijinho

    ResponderEliminar
  18. Fê, espetacular suas palavras! Apaixonei-me! Ressuscita sim! Beijinhos!

    ResponderEliminar
  19. Os pássaros voltam sempre
    mesmo depois de voos ausentes

    regressam semeando palavras
    no seu bater de asas

    ResponderEliminar
  20. Seja bem regressada.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
  21. Que bom a minha estar de volta, gostei.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  22. Lembras-te da história de Fernão Capelo Gaivota?
    Aquela gaivota, mesmo ferida, nunca desistiu de voar.
    Beijinho, Amiga.

    ResponderEliminar
  23. É bom quando a esperança volta a reinar no nosso coração.
    Lindo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  24. despir o silêncio e vestir as palavras.
    de cores suaves, de preferência, que nem sempre as palavras
    que nem sempre as palavras se servem nuas..

    belo poema.

    ResponderEliminar
  25. Um mimo! é isto.
    Ontem onde a máquina me levou
    não havia
    nem música nem poesia
    muito menos Fê Blue Bird
    Hoje que é um bom dia
    para o mais velho e para mim
    Não é que acertei na agulha!
    Hoje,acertei e vim.

    ResponderEliminar
  26. Nunca desistas da parte de ti que te faz feliz...

    Um beijo Querida Fê


    (adoro de paixão os temas de Yann Tiersen da banda sonora do "Le fabuleux destin d'Amélie Poulain")

    ResponderEliminar



Obrigada por estarem desse lado!
Fê Blue Bird