segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Moços d'uma cana.

 Castro Verde, Beja, Alentejo (Baixo Alentejo)

Tive o privilégio de no sábado os ver ao vivo em Almada, são os Moços d'uma cana

Na Escola Secundária de Castro Verde aprenderam a construir e a tocar a viola campaniça. Naquele Campo Branco, a escola foi essencial para que se não perdessem tradições musicais do Baixo Alentejo e as jovens gerações as aprendessem a amar e a tê-las como suas.

Os mocinhos cresceram, fizeram-se à vida, andam por aí a dar concertos de grande (e merecido!) êxito. Por direito próprio, conquistam palcos e plateias.
Mas não quiseram perder memórias nem esquecer quem os despertou para a viola campaniça ou os laços de amizade que daí nasceram.

Ouvindo esta moda, a um tempo, gostamos da sonoridade e da execução. E redescobrimos a importância do papel da escola. Agrada de sobremaneira o gesto de reconhecimento desta maltinha...
Se o Português, o Inglês ou a Matemática são decisivos na aprendizagem das nossas crianças, a sua formação não se pode ficar por aí. E, nada que tenha ver com os valores da identidade cultural, pode ficar esquecido!
Um exemplo d'Alentejo!


Nos bancos da minha escola
eu aprendi a tocar
a viola campaniça
que me há-de acompanhar

Oiço o toque vivo o cante
esta paixão que eu senti
nos bancos da minha escola
a tocar eu aprendi

Eu não pensei andar tanto
com a viola na mão
dou graça a Manuel Bento
e ao tio Francisco Bailão

Nos bancos da minha escola
eu aprendi a tocar
a viola campaniça
que me há-de acompanhar

Oiço o toque vivo o cante
esta paixão que eu senti
nos bancos da minha escola
a tocar eu aprendi




"Também designada por Viola Alentejana, a Viola Campaniça era o instrumento musical usado para acompanhar os célebres cantares à desgarrada, ou " cantes a despique", nas festas e feiras do Alentejo. É a maior das violas portuguesas e possui 5 ordens de cordas, tocada de dedilhado apenas com o polegar, sendo que as cordas mais graves são geralmente tocadas soltas."

25 comentários:

  1. É de louvar iniciativas como esta, assim as nossas tradições não se perdem e vão-se entusiasmando os mais novos.
    Gostei muito de ouvir.

    Beijinhos Fê

    ResponderEliminar
  2. Tem razão, Fê, a escola tem que se assumir como fomentadora duma educação integral.
    E que bem tocam, os Moços d'uma cana!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  3. Oi amiga Fê é sempre bom preservar-se a historia do passado de nosso País, principalmente se for através de jovens que são sempre o futuro.
    Gostei,
    beijinhos, Léah

    ResponderEliminar
  4. Que maravilhosa iniciativa- parabéns. Excelente semana.


    Beijos

    ResponderEliminar
  5. E que bem tocam e cantam os "Moços D'Uma Cana", Fê!! Uma beleza de Cante!

    Quem primeiro ouvi tocar a Viola Campaniça foi o Pedro Mestre! Há uns anitos atrás fiz um post com ele e um grupo de rapazes, a cantar numa taberna alentejana, onde o vídeo se fez.

    Escusado será dizer o quanto este post me agradou. Tu sabes...:)

    "Oiço o toque vivo o cante
    esta paixão que eu senti..."

    Um beijinho, boa semana e Vivam os Moços d'uma Cana.:))

    ResponderEliminar
  6. Não diria melhor do que a MANU comentou, Fê.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. Boa noite amiga.
    Amei escutar. Uma linda semana. Enorme abraço.

    ResponderEliminar
  8. Não conhecia e gostei muito de ouvir.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Não conhecia e é um grupo muito interessante com instrumentos que desconhecia a viola alentejana.
    Um abraço e boa semana.
    Dedais de Francisco e Idalisa

    ResponderEliminar
  10. Gostei muito em ouvir Fê!
    Bem diferente,pois aqui no Brasil não vemos isso.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia

    ResponderEliminar
  11. Preservar nossas raízes, nossas tradições para as gerações futuras, não tem coisa melhor. Sei o orgulho que se sente. Achei lindo. E assim vamos conhecendo mais de nosso querido irmão Portugal.
    Beijo, Fê.

    ResponderEliminar
  12. Maravilhosos os Moços D'Uma Cana. A viola campaniça tem um som muito bonito. É de preservar a tradição que faz de nós quem somos.
    Uma boa semana, Fê.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  13. Maria Campaniça

    Debaixo do lenço azul
    com sua barra amarela
    os lindos olhos que tem!
    Mas o rosto macerado
    de andar na ceifa e na monda
    desde manhã ao sol-posto
    mas o jeito das mãos
    torcendo o xaile nos dedos
    é de mágoa e abandono...
    Ai Maria Campaniça
    levanta os olhos do chão
    que eu quero ver nascer o sol!

    [Manuel da Fonseca]


    Beijinhos alentejanos

    ResponderEliminar
  14. Muito belo ,faz parte com certeza da cultura portuguesa ,cada povo seu cantar ,gostei muito querida amiga ,beijinhos felicidades

    ResponderEliminar
  15. Mas que elegante é a viola campaniça; uma cintura de pasmar!
    A tua postagem está muito interessante, querida amiga.

    A elevação do cante alentejano a património da UNESCO, foi
    um movimento cultural que deve ter sido integrado no Projeto
    Pedagógico das escolas alentejanas.
    Então, apareceu um professor de Educação Musical que sabia
    tocar esta viola...

    Quanto aos professores das restantes áreas, andam atarefados
    a executar a sua planificação, pois são obrigados a cumprir
    programas, pois os alunos são avaliados por eles.

    Grande abraço.
    ~~~~~~~

    ResponderEliminar
  16. Alentejo, musicalmente não é só "Cante alentejano". É também viola campaniça !
    E esta particularidade e também a da música tocada nos coretos de jardim pelas bandas locais fazem-me pensar no que se pensa da música clássica (dita erudita) e de quem sobre ela sabe muito !
    Ser erudito e ter cultura musical , não se baseia apenas em conhecer a fundo os clássicos da música !
    Ser erudito é ter uma cultura geral e diversificada (neste caso especial, da música em geral) .
    Mas atente-se que em todos os campos do conhecimento, este conceito está presente ! Por isso se lhe chama "Cultura geral" ! O mesmo acontece com a Literatura ! Não é pelo facto de se ser um grande leitor de clássicos ou nem tão clássicos, que se é culto, como muitos julgam ou pensam !
    Culto é quem acumula um grande número e variedade de conhecimentos gerais, mesmo que não tão aprofundados em cada caso particular !

    Beijinhos, Fê ! :)

    ResponderEliminar
  17. Concordo com tudo o que diz no seu texto e também sou uma admiradora desta música e das tradições portuguesas.
    beijinho

    ResponderEliminar
  18. Tenho uma boa notícia
    vai ser reduzido o conteúdo curricular
    mais tempo para a campaniça
    ou para aprender na escola outro tocar

    ResponderEliminar
  19. Nunca tinha ouvido falar por isso que bom dar a conhecer!
    Gostei bastante!!! Bj

    Conhece este poema?
    http://mgpl1957.blogspot.pt/2016/10/charles-chaplin.html

    ResponderEliminar
  20. Não conhecia este grupo, mas adorei a sonoridade!
    Que bom que as novas gerações, dão continuidade ao que é genuinamente português!
    Adorei o post, Fê!
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  21. Gostei, FBB.
    Durante anos cresceu à solta um sentimento de vergonha pelos valores genuinamente populares dando espaço á profusão do "plástico". A perda da nossa identidade é o nosso maior passivo. Não devemos abdicar do que somo perante os chavões da modernidade. Aprender com os outros não é copiar o que nos querem impingir.
    É aqui que a escola é fundamental.
    Bj.

    ResponderEliminar
  22. Abençoado final de semana!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  23. Não conhecia. Tudo o que vem do Alentejo tem uma melodia especial. Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Hoje estou infinitamente feliz
    por estar aqui na sua casinha virtual,
    que Deus me presentou um dia.
    Não tem como esquecer a pessoa linda,
    que você é nem a amizade que nos uniu.
    Deus abençoe seu final de semana.
    Muita saúde e muita paz no seu viver.
    Te abraço forte com todo meu carinho.
    Bjs..Evanir..
    PS..Na postagem estou homenageando
    uma querida amiga que esta de volta.

    ResponderEliminar
  25. Curiosas tradições.
    Gostei de escutar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar



Obrigada por estarem desse lado!
Fê Blue Bird