domingo, 27 de maio de 2012

Em quantas partes se divide o coração?

Não podia desejar-vos uma boa semana, com a notícia do post anterior.
Assim sendo, falo-vos do coração :)


beijinhos


«Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.»
Antoine de Saint-Exupéry


Poema do coração

 

Eu queria que o Amor estivesse realmente no coração,
e também a Bondade,
e a Sinceridade,
e tudo, e tudo o mais, tudo estivesse realmente no coração
Então poderia dizer-vos:
"Meus amados irmãos,
falo-vos do coração",
ou então:
"com o coração nas mãos".
Mas o meu coração é como o dos compêndios
Tem duas válvulas ( a tricúspide e a mitral)
e os seus compartimentos (duas aurículas e dois ventrículos).
O sangue a circular contrai-os e distende-os
segundo a obrigação das leis dos movimentos.
Por vezes acontece
ver-se um homem, sem querer, com os lábios apertados
e uma lâmina baça e agreste, que endurece
a luz nos olhos em bisel cortados.
Parece então que o coração estremece.
Mas não.
Sabe-se, e muito bem, com fundamento prático,
que esse vento que sopra e ateia os incêndios,
é coisa do simpático.
Vem tudo nos compêndios.
Então meninos!
Vamos à lição!

Em quantas partes se divide o coração?

12 comentários:

  1. "Em quantas partes se divide o coração?"

    R: Em tantas, tantas que, muitas vezes, nos esquecemos de ficar com uma para nós.

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  2. Belo o poema do nosso poeta

    Quanto às partes em que se divide o coração,
    temo um dia vir realmente a saber, quando o meu explodir de emoção...

    ResponderEliminar
  3. Penso que depende em boa parte do portador, minha amiga. O coração de alguns deve ter apenas uma cavidade onde albergam insensibilidade, egoísmo e indiferença pela desgraça dos outros.
    Este poema do Gedeão apaga bem a notícia anterior.
    Beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
  4. Um belo poema de António Gedeão
    Que aborda as questões do coração!
    Uma bela frase de Exupéry
    Que me fez sentir como nunca senti!

    Beijinhos, Fê!:)

    ResponderEliminar
  5. Oh Pássro Azul!!!

    Esta tocou-me no coração.
    Não me perguntes porquê.

    O Rómulo de Carvalho, aliás, António Gedeão, tinha cada uma...

    ResponderEliminar
  6. Lindíssimo poema.

    A dor é inevitável...

    Beijo.

    ResponderEliminar
  7. Bonito poema de Antonio Gedeao. E´muito complexo o coracao. por vezes gostaria de saber onde se alojam os sentimentos... mas ainda nao descobri...
    bjs fernanda

    ResponderEliminar
  8. Ui!!! prima tantas:-)
    Depende dos dias, nalgumas está em estilhaços:-)
    Noutras aconchegado, espero que chegue aí o aconchego nas asas de um passarinho azul...
    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  9. Excelente, excelente...
    Uma belíssima semana para ti também...

    Meu beijo matinal
    BShell

    ResponderEliminar
  10. mas prima FÊ, há gente sem coração por isso nao se divide
    kis .=(

    ResponderEliminar
  11. Como o coraçao comanda a vida de cada um de nos ,nos bons e maus momentos ele e soberano pois as escolhas sao feitas muitas das vezes com o nosso coraçao sofrido .Mas como tudo se renova a cada batimento uma esperança ,uma dadiva de vida por isso nao existe nenhuma razao para nao seguirmos o nosso coraçao,beijo amiga de coraçao

    ResponderEliminar
  12. Quantas vezes já pensamos que ter coração só nos prejudica? Eu já pensei muitas vezes e acredita que a pouco e pouco vou calando a sua voz. No mundo em que vivemos os seres humanos são raros e se quisermos viver em paz temos que calar o coração. Cada vez que ouço o coração arrependo-me. Beijinhos

    ResponderEliminar

Todos os comentários serão respondidos e as visitas retribuídas.
Prometo ser tão breve quanto a minha saúde e disponibilidade o permitir.
Obrigada, por me darem 5 minutos do vosso tempo.