domingo, 10 de fevereiro de 2013

Desmascaremo-nos, pois.


CARNAVALIZANDO-SE

 
Desmascaremo-nos, pois.
Desnudemo-nos, então.
Irreconhecidamente belos, feios
Com máscaras ou sem.
Elevados. Depravados. Santificados.
Rebaixados. Degradados. Renovados.
Ridicularizados. Dicotómicos. Desestabilizados.
Invertidos. Convertidos. Divertidos. Obscenos.
Profanamente divinos.
Infernalmente paradisíacos
Parodisíacos.
Ritualísticos.
Permutos. Absurdos.
Exageros. Aconchegos.
Desapegos.
Heroicamente romanceados.
Dissonantes. Mutantes.
Carnavalizantes.

  Maria Ivanúcia Lopes da Costa[1]


13 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Cumpra-se a sugestão, Fê.
    :)

    ResponderEliminar
  3. Carnaval e poder ser aquilo que nao somos e uma lufada de ar fresco na vida daqueles que encontram, nesta data carnavalesca a alegria de festejar de sorrir de troçar daqueles que durante o ano nos reprimem com tantas e absurdas politiquices que o povo tanto atura ,enfim vamos viver com a alegria de poder festejar por enquanto este dia ,muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Eu estou mascarada de urso...em hibernação...

    Beijinhos e bom domingo

    Ana

    ResponderEliminar


  5. Este ano, como no resto do mesmo, vesti-me de Laura. :))

    Beijinho

    Laura

    ResponderEliminar
  6. http://www.youtube.com/watch?v=Cc5VGzFp7lk


    beijo querida!

    ResponderEliminar
  7. Este ano não me mascaro... Ano passado fiz-me de espantalho e até ganhei um prémio :)

    ResponderEliminar
  8. Não falando do Carnaval pois o falado está bem falado e ilustrado... falemos das máscaras que nos carregam a alma. Há muito que colocámos a nossa, sem a certeza que a tiraremos, numa qualquer 5ª feira de cinzas...

    ResponderEliminar
  9. Talvez me carnavalizasse, mas não há feriado...
    Adorei o teu poema. É magnífico.
    Fê, tem uma óptima semana.
    Beijo.


    PS (com a devida licença...):

    Sem máscaras
    o nosso Carnaval subirá o morro
    nos dedos do cavaquinho
    no esquenta que arrefece angústias
    com o querer do puxador
    e será
    dentro de nós
    o vencedor do desfile.

    ResponderEliminar
  10. Fiquei feliz de ver o meu texto. Ele foi escrito em disciplina de mestrado em Letras, sobre a carnavalização.

    ResponderEliminar
  11. Há muita gente por aí que precisava de ser desmascarada e talvez porque usam mascara todo o ano acabaram com a tolerância no dia de Carnaval. Será? É. Beijinhos

    ResponderEliminar

Todos os comentários serão respondidos e as visitas retribuídas.
Prometo ser tão breve quanto a minha disponibilidade o permitir.
Obrigada, por me darem cinco minutos do vosso tempo.