segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Namoro



Lenços dos namorados


Os lenços dos namorados são uma peça de artesanato e vestuário típico do Minho, cuja origem remonta os séculos XVII e XVIII.  Estes lenços são fabricados a partir de panos de linho fino ou de lenços de algodão, e são bordados com motivos variados com significados próprios. Os símbolos mais comuns que encontramos nos lenços estão relacionados com o amor: corações, motivos florais, chaves, pássaros e ramos. Nos lenços mais antigos, os erros ortográficos eram comuns, dada a falta de instrução das raparigas que os costuravam.
As moças começavam a bordá-los na infância, usando-o inicialmente como adereço do seu traje, quer na bainha da saia ou no bolso do avental. Mais tarde, o lenço seria oferecido ao rapaz por quem ela se apaixonara, que o passaria a usar em público por cima do casaco domingueiro, no bolso, ou ao pescoço, como modo de mostrar que tinha dado início a uma relação.

mandei-lhe um cartão...
mandei-lhe um recado...
mandei fazer-lhe um feitiço...
ofertei-lhe isto e aquilo...
e... ela disse que não...
tocaram uma rumba dancei com ela...
olhei-a nos olhos...pedi-lhe um beijo...
na..ra...narara...na...ra
e ... ela disse que sim...

Ai, o Amor!


Viriato Cruz e Sérgio Godinho - Dupla perfeita.





NAMORO

Mandei-lhe uma carta em papel perfumado
e com a letra bonita eu disse ela tinha
um sorrir luminoso tão quente e gaiato
como o sol de Novembro brincando de artista nas acácias floridas
espalhando diamantes na fímbria do mar e dando calor ao sumo das mangas.
sua pele macia - era sumaúma...
Sua pele macia, da cor do jambo, cheirando a rosas
tão rijo e tão doce - como o maboque...
Seu seios laranjas - laranjas do Loge
seus dentes... - marfim...
Mandei-lhe uma carta
e ela disse que não.

Mandei-lhe um cartão
que o Maninjo tipografou:
"Por ti sofre o meu coração"
Num canto - SIM, noutro canto - NÃO
E ela o canto do NÃO dobrou.
Mandei-lhe um recado pela Zefa do Sete
pedindo rogando de joelhos no chão
pela Senhora do Cabo, pela Santa Ifigénia,
me desse a ventura do seu namoro...
E ela disse que não.
Levei à avó Chica, quimbanda de fama
a areia da marca que o seu pé deixou
para que fizesse um feitiço forte e seguro
que nela nascesse um amor como o meu...
E o feitiço falhou.
Esperei-a de tarde, à porta da fábrica,
ofertei-lhe um colar e um anel e um broche,
paguei-lhe doces na calçada da Missão,
ficamos num banco do largo da Estátua,
afaguei-lhe as mãos...
falei-lhe de amor... e ela disse que não.
Andei barbado, sujo, e descalço,
como um mona-ngamba.
Procuraram por mim
" - Não viu...(ai, não viu...?) Não viu Benjamim?"
E perdido me deram no morro da Samba.
E para me distrair
levaram-me ao baile do sô Januário
mas ela lá estava num canto a rir
contando o meu caso às moças mais lindas do Bairro Operário

Tocaram uma rumba dancei com ela
e num passo maluco voamos na sala
qual uma estrela riscando o céu!
E a malta gritou: "Aí Benjamim!"
Olhei-a nos olhos - sorriu para mim
pedi-lhe um beijo - e ela disse que sim.

Viriato Cruz

16 comentários:

  1. Esse tipo de lenços não serve para constipações, pois não?
    :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Que ternura de postagem!
    A música, o lenço, tudo em conjunto! Uma delícia!
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. È só amor por aqui amiga !!

    Beijinhos de carinho

    Ana

    ResponderEliminar
  4. Amiga Fê.
    Essas preciosidades do artesanato minhoto, têm frases engraçadíssimas e ainda se vêem nas lojas da especialidade, em Viana do Castelo.
    O lencinho casou lindamente com o poema, após o Namoro!:)

    Mando-te um abraço e um veijinho.:))

    Janita


    ResponderEliminar
  5. Fê deram-me há pouco tempo um paninho com frases de amizade muito idêntico ao que aqui colocaste. Já não faltam muitos dias para o dia dos namorados, temos que ir preparando as surpresas e este post é um autêntico hino ao amor. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Olá linda!

    Bjs com muiiiiiiiiiiito carinho.

    Maria Kiki

    ResponderEliminar
  7. Tenho imensas coisinhas de artesanato minhoto, tal como lenços dos namorados, sacas de pão, paninhos de cozinha e de tabuleiro lindissimos, pegas, aventais e outras coisas,tudo oferecido por seguidoras do meu blog, que são do Minho, de Braga,de Mirandela, fui de férias vários anos para o Minho, percorri grande parte do Minho e nunca comprei nada destas coisas, o que tenho´foi-me oferecido,tenho tudo guardado com muito amor.
    Bom feriado

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  8. Muito bonito como e maravilhoso ver como as vezes todos nos precisamos destes momentos de ternura ,beijinhos Fê

    ResponderEliminar
  9. Adoro tudo aquilo que partilhas connosco...Um dia deses tenho uma surpresa para ti, só para ti :)

    ResponderEliminar
  10. E você, é uma destas pessoas especiais.
    Sua sensibilidade, sua atenção e seu carinho!
    É algo que toca profundamente meu coração.
    Que Deus continue iluminando você nos caminhos da vida.
    Sua amizade e carinho é muito importante para mim,
    tenha certeza é fundamental para mim cada palavra
    que deixa nos comentários do meu blog.
    Lembre-se a beleza é a que emana de nossa alma,
    engrandece seu coração.
    E sua ALMA É Linda.
    Um feliz feriado .
    uma abençoada semana.
    beijos,Evanir.

    ResponderEliminar
  11. São muito lindos e agora estão na moda...

    Bom dia dos namorados...

    ResponderEliminar
  12. PRIMA
    bai um veijo daqui para aí
    kis .=)

    ResponderEliminar

  13. Tenho um lenço...

    Começaste cedo!! :)))

    Beijinho

    Laura

    ResponderEliminar
  14. Gosto muito da tradição e dos regionalismos, pena é que já haja made in China, produtos genuinamente nacionais :(
    Feliz dia dos namorados, este ano é uma trapalhada, tudo muito próximo.
    veijinho á moda do Minho

    ResponderEliminar
  15. Fê,
    Um hino ao amor na sua verdadeira essência.
    Estes lenços são lindos e plenos de significado.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  16. Eu amo esta música!
    Quanto aos lenços de que fala, ainda não há muito tempo num programa de tv se ridicularizava estes bordados por causa dos erros ortográficos. Acredite Fê, tive pena dos pobres ignorantes que se riam sem saber o que isto representa! Tive raiva primeiro, mas foi pouco tempo! A pena substitui algum amargo de boca deste tipo nos tempos que correm, é inevitável!

    beijinhos!

    ResponderEliminar

Todos os comentários serão respondidos e as visitas retribuídas.
Prometo ser tão breve quanto a minha disponibilidade o permitir.
Obrigada, por me darem cinco minutos do vosso tempo.