domingo, 31 de janeiro de 2021

"Esperançar no Ano Novo "

 Desafio Literário sobre o tema "Esperançar no Ano Novo", 

 proposto pela amiga Rosélia Bezerra no seu blogue :

  ESPIRITUAL POESIA



~~*~~

" Eu encontro esperança nos dias mais sombrios, e foco nos mais brilhantes.
 Eu não julgo o universo. "

Dalai Lama

Tracy Raver



hoje esperancei
fiz a vida de lavado
vesti-me de ano novo
peguei borboletas e arco-íris
perfumei-me com o orvalho da manhã
enfeitei-me de margaridas e ternuras
calcei um par de nuvens de ilusão
e, respirei fundo !

pode ser que haja alguém 
que queira esperançar também ?

.

Fê blue bird


*

inspirado no poema "Alegria Leve" de Carlos Drummond de Andrade

sábado, 30 de janeiro de 2021

O PESO DE UMA PLUMA E A FORÇA DO NOSSO ESPIRITO

Este vídeo mostra-nos como é possível, equilibrar num dedo uma única pluma branca. Em seguida colocá-la sobre uma haste de palmeira e, ir montando aos poucos uma estrutura com outras hastes, sem nunca deixar a pluma cair. 
Pode parecer simples, mas para tal feito é necessário muito treino, paciência, grande habilidade e claro, muita  força mental e espiritual.
Apreciem !
 
 

Miyoko Shida Rigolo,  tem 52 anos, nasceu na cidade de Fukuyama, no Japão. Inicialmente formou-se em jornalismo, mas ao descobrir a Emzaburou-Jun Kyoya, famosa companhia de dança japonesa, apaixonou-se por essa arte e começou a trabalhar como assistente de coreografia na companhia japonesa. Desde então, a bailarina tem realizado várias apresentações na Europa, fascinando  todos com a união de graça, equilíbrio e força de vontade. 


fonte

quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

que venha depressa...


Rhiannon Logsdon


 que venha o sol, a alvorada, as bonanças

 a intimidade almejada, as noites calmas

que venha a vida, o sonho, o riso das crianças

o quotidiano rotineiro, a paz nas almas

que venham depressa, porque estes dias

são de morte lenta

 e agonias

.

Fê blue bird

inspirado no poema de José saramago "Venham enfim "



terça-feira, 26 de janeiro de 2021

como se lida com a dor ?

" com as mãos pintei a minha essência, libertei assim a minha dor,
não saiu a obra que sonhei, mas o prazer que me deu, tem mais valor. "
.

 Fê blue bird

pintura minha- óleo sobre tela



- Avó, como se lida com a dor ?
 - Com as mãos, querida. Se fizeres isso com a mente, a dor, em vez de diminuir, aumenta ainda mais.
 - Com as mãos, avó?
- Sim. As nossas mãos são as antenas de nossa alma. Se as moveres, costurando, cozinhando, pintando, tocando ou afundando-as na terra, envias sinais de cuidado à tua parte mais profunda, e a tua alma se acalma, porque lhe estás a prestar atenção. Desta forma, ela não precisa mais enviar dor para te chamar à atenção. 
 - As mãos são assim tão importantes ? 
- Pensa nos bebés. Eles começam a conhecer o mundo graças ao toque das suas mãozinhas. Se olhares para as mãos dos idosos, elas contam mais sobre as suas vidas do que qualquer outra parte do corpo. Tudo feito à mão, diz-se, que é feito com o coração. As mãos e o coração estão conectados.
Os massagistas sabem disso, quando tocam o corpo de outra pessoa com as mãos, eles criam uma conexão profunda, e dessa conexão, vem a cura. 
Pensa nos amantes, quando suas mãos se tocam, fazem amor da maneira mais sublime .
 - Minhas mãos, avó... há quanto tempo as não uso.
 - Move-as minha querida, começa a criar com elas, e tudo dentro de ti se moverá.
 A dor não passará, mas se tornará a tua melhor obra-prima. E não vai doer mais, porque conseguiste bordar a tua essência. 


 Texto de autor desconhecido e por mim adaptado.

domingo, 24 de janeiro de 2021

está tudo ao contrário !

há dias em que vejo tudo ao contrário...

o que se passa comigo ?

 o que se passa com Portugal ???

o que se passa com o resto do mundo ???
 Fê blue bird 

Carol Carter art 

sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

O MEDO ...

"À medida que nos libertamos do nosso próprio medo,
a nossa presença liberta automaticamente outros."

   Nelson Mandela

Christina Leta art


o medo...
  entra-nos pela cabeça, subitamente
entontecendo-a
desnorteamos
vai deslizando até ao olhos, subtilmente
afogando-os
soluçamos
desce para a garganta rapidamente
engasgando-nos
sufocamos
 quando ele chega ao coração, maliciosamente 
apertando-o
gritamos !
e ele esconde-se no estômago, cobardemente.
queimando-o
quebramos.

 pelos outros, por nós, corajosamente
digerimo-lo
expulsamo-lo
LIBERTAMOS !

.

Fê blue bird


~~*~~

domingo, 17 de janeiro de 2021

SOU TUDO E SOU NADA

 Eu sei que não sou nada e que talvez nunca tenha tudo.

 À parte isso, eu tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Fernando Pessoa


~~*~~

SOU

PRESENÇA , SOMBRA

ÁRVORE DESNUDADA

LIVRO , POEMA 

PALAVRA IMAGINADA


SOU

TRIGO, SUSTENTO

TERRA PERFUMADA

COLO, ABRAÇO

MÃE PREOCUPADA


SOU

FUGA , ASA

AVE APRISIONADA

PINTURA, TELA

QUIMERA FALHADA


SOU

SOL, LUA

NOITE , MADRUGADA 

PRONCÍPIO, FIM

SOU TUDO E SOU NADA

.

Fê blue bird




* a pintura é da minha autoria, acabei-a uma semana antes do primeiro confinamento, dei-lhe o nome de "UNIVERSO PARALELO " mal sabia eu ...

*


sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Ah! Se eu fosse a poeta que sonhei ...


~~*~~

Ah! Se eu fosse a poeta que sonhei 
Cantar-vos-ia o soneto mais perfeito
 Escrito com o amor que há no meu peito 
 E as palavras mais belas que não sei.

 Ah! Mas todos os versos que cantei
Gerados com total falta de jeito
 Nas noites insones no meu leito 
São o tudo, tão pouco, que vos dei. 

 Mas hoje, é outro dia, tenho esp’rança,
 Porque o sonho mais sonho não me cansa
 Dum poema dos outros desigual. 

 Um poema de coragem e vontade
P'ra mudarmos a nova realidade
E voltarmos brevemente ao "normal". 

 Fê blue bird



~~*~~

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

caminho nas pedras...


foto minha

Desconstrui um castelo.

 Com as pedras fiz caminho.

Fiz caminho com as pedras, e nas pedras, eu caminho.


Fê blue bird



Caminho de pedra (Tom Jobim) - Rodolfo Coutinho e Vivi Rocha

sábado, 9 de janeiro de 2021

"Depois do silêncio, o que mais se aproxima de expressar o inexprimível é a música." *


* Aldous Huxley

~~*~~
Faltam-me as palavras... 
ou talvez as guarde numa incapacidade de as tornar mais explicitas e claras
 ou talvez se amontoem num qualquer canto, à espera que eu as retire 
ou talvez elas não queiram ser escritas, nem vistas, nem ditas.
 Faltam-me as palavras... 
após uma breve angústia, liberto-as
 elas que assumam a sua própria vocação,
 pelo silêncio.


Fê blue bird


quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Em sonhos procuro por ti.



procuro por ti

pergunta ao vento,  sonhando ouvi 
mas o vento só agitou as flores do meu jardim
nada sabe sobre ti
pergunta ao mar, sonhando ouvi 
mas o mar só me falou de ondas e mares sem fim
nada sabe sobre ti
pergunta ao sol, sonhando ouvi 
mas o sol só doirou os meus cabelos de marfim 
nada sabe sobre ti
pergunta ao peregrino, sonhando ouvi 
mas o peregrino andando nem olhou para mim 
nada sabe sobre de ti
pergunta ao coração, sonhando senti
e ele respondeu que não fugiste de mim
eu é que te perdi

.
 Fê blue bird





segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

SÊ INTEIRA !

escultura de Paige Bradley  


não te quebres 
para outros ficarem inteiros
não te escondas
só porque não te querem ver
cola todos os teus pedaços 
 deixa sair essa luz
que te guia
ao lugar onde és perfeita 
 desde o ar que respiras 
ao corpo que te acolhe 

sê inteira !


Fê blue bird

*

" Para ser grande, sê inteiro: nada
          Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
          No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
          Brilha, porque alta vive. "

Ricardo Reis, in "Odes"
Heterónimo de Fernando Pessoa





sábado, 2 de janeiro de 2021

vacina para doença incurável ?

Hoje vou pedir-vos um pouco mais do que 5 minutos .

Esperança , pintura de Akiko Hoshino
 Esperança , pintura de Akiko Hoshino

 

" Uma vez — e provavelmente muito em breve — o planeta caminha para um aquecimento irreversível, por definição, não haverá absolutamente nada que possamos fazer sobre isso.
 Assim, com o vírus, Gaia está nos dando uma última chance de aprender a amar e valorizar o local, a ser pequeno, a desacelerar e consumir muito menos, a ser humilde e a ser belo novamente como uma espécie, vivendo em seu vasto e brilhante corpo terreno? (...) "
continuação deste texto de Stephan Harding, aqui =»  Gaia e o coronavírus


*