sábado, 24 de julho de 2021

vou pausar, para ouvir...

... o canto das aves, a rota a seguir,
 o norte,
 que encontro no sul .
e esperar, sem pressa, que o poema aconteça.

Até lá !

(preciso de voltar a sorrir )- Fê blue bird

barlavento algarvio-foto minha


o poema tem que servir
 para dar asas às palavras não ditas 
aos passos não dados
às vozes silenciadas
por máscaras de temor.

o poema tem que servir
para dar voz ao silêncio das injustiças
libertar as cadeias
que nos prendem ao tédio
quando perdemos o norte.

 se o poema não serve 
 para gritarmos nos versos inacabados 
e entrar neles como num mar gelado até o arrepio da alma se fazer sentir
 então o poema nada tem a dizer 
nem nos indica o rumo a seguir.


__Fê blue bird__

~~*~~

  
RAVEL Bolero (BPO-Karajan) 

FIQUEM BEM, SEJAM FELIZEZ !

*

 

104 comentários:

  1. Por tão belo
    nem mais uma palavra
    me atrevo
    para não quebrar o encanto

    (não sou invejoso
    mas confesso que tenho inveja)

    Beijos e boa pausa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço também, o encanto do seu comentário.

      Beijinho e até lá!
      Fique bem!

      Eliminar
  2. Olá, amiga FÊ.
    O poema é uma arma, Já dizia José Mário Branco.
    E assim é minha amiga.

    A poesia,
    é um grito de revolta
    contra a inércia
    o marasmo, a injustiça
    a miséria, a corrupção.
    Se a poesia, nada dizer
    se calar...
    de nada serve a poesia
    é oca e tão vazia
    que mais vale se calar!

    Parabéns amiga FÊ!

    Muito bem escolhido este vídeo!

    Adoro o Bolero de Ravel!

    Feliz fim de semana!
    Beijinhos, de carinho e amizade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde de domingo, amigo Mário.
      A escrita, por coincidência hoje é comemorado o dia do escritor no Brasil, tem que ser uma arma, um grito, tem que se fazer ouvir!
      O seu poema espontâneo, é prova disso.

      Obrigada pelo seu incentivo constante e generosas palavras.
      O Bolero de Ravel é outro grito!

      Continuação de feliz domingo!
      Beijinho com amizade e carinho e até breve !
      Cuide-se meu amigo!

      Eliminar
  3. Ficaremos à espera do regresso mas, a paragem não vai fazer com que as palavras e a sua articulação entre elas também parem. Quando regressar trará muitas folhas escritas. Aguardemos.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Espero trazer muitas folhas escritas, com palavras de afetos trocados e há muito adiados.

      Um abraço muito agradecido.

      Eliminar
  4. Poema lindíssimo. Doce e puro fascínio poético.
    .
    Feliz fim de semana
    Cuide-se
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ricardo.

      Continuação de feliz fim de semana.
      Cuide-se também !

      Eliminar
  5. Um poema simplesmente fascinante! Obrigada pela partilha!:)

    --
    A teimosia que me define ...
    -
    Desejando um excelente fim de semana. Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Cidália !

      Continuação de feliz fim de semana, até breve!
      Fique bem !

      Beijinhos.

      Eliminar
  6. Que lindo,Fê e que coisa boa vais fazer um descansinho! Aproveita bem e te esperamos! beijs, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Chica, por estar sempre presente.

      De vez em quando temos que recarregar as baterias :)

      Cuide-se bem minha amiga.
      Beijinhos.

      Eliminar
  7. Oi Fê
    Chega um momento que precisamos parar e nem sempre é cansaço,
    é diversificar os olhares para dentro de nós. Permitir o silêncio_ também ando dando tempo e querendo mudanças do cotidiano.
    És uma poeta Fê - seus poemas são ternos e suaves , voos para os que te leem.
    Fica bem, te esperamos e não demore_ Precisamos de ti .
    Descansa e escuta os passarinhos o vento o sol do verão e os dias luminosos.
    Seja também feliz.
    fica meu abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, Lis.
      Ando a adiar esse momento, mas como bem escreveu, é preciso mudar de ares, de nos restabelecermos e encontrarmos.
      Agradeço de coração a sua simpatia e generosidade, incentivam-me a continuar escrevendo, o que o coração me dita.
      Vou escutar os passarinhos de certeza, ao dar abraços há muito adiados.

      Também preciso de todos vós!

      Beijinho grande e abraço apertado!

      Eliminar
  8. Bom Domingo, querida amiga Fê!
    O poema precisa acontecer...
    Eu creio, piamente, que o poema nos alcança pela Inspiração.
    Não precisamos correr atrás dele, ele chega, rompe as estâncias do nosso âmago, encharca os olhos de emoção, faz pulsar o coração, arrebenta as noções pré estabelecidas e, independente, ganha sua própria performance e roupagem... É incrível o percurso que ele faz, normalmente de parto simples e, se preciso for, o Poeta Mor usa o fórceps para nos livrarmos do medo da crítica destrutiva e nasce bonito e para ficar.
    Quanto ao silêncio, minha querida amiga, como estamos em sintonia...
    "O silêncio é uma prece."
    Estrofes profundíssimas, fico com a segunda...
    Por razões pessoais que a amiga sabe bem.
    Ambas somos usadas pelas palavras para catarse dentre outros...
    Tenho certeza de que voltará muito mais plena e poemas mais intuitivos ainda e nobres, lançando entre nós sementes de valor.
    Muito obrigada por saber me ouvir...
    Tem sido meu apoio de total empatia, minha amiga.
    Deus seja louvado pela sua vida e verve poetica catalisadora!
    Beijinhos de muita gratidão por tudo.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida e dedicada amiga Rosélia.
      Descreveu na perfeição, e com a sua particular criatividade, como a poesia nasce.
      Ela está dentro de nós, só temos que ouvir o coração.
      A amiga tem sido para mim uma força inspiradora, com a sua bondade e atenção constante.
      Estamos em sintonia, na horas boas e nas menos boas. Todas elas agradecemos, e com todas aprendemos.
      Vai ser uma pausa merecida, e um reencontro que desejo ansiosamente.

      Fique bem minha querida amiga, continue espalhando amor e sabedoria.
      Eu é que agradeço a sua amizade que me é tão preciosa.

      Grande e Grato beijinho!

      Eliminar
  9. Belíssimo, querida Fê, sim, poemas servem para isso, para também cantar a tristeza que de vez em quando nos assalta; para gritar ao mundo que pare de criar tantas injustiças, de trazer tanto sofrimento, tanta fome, tanta miséria para muitos e alegria para poucos.
    Escutei aqui no teu blog o vídeo que levei, e depois de escutá-lo, talvez levada pela emoção, te vejo um pouquinho triste. Ou eu que fiquei triste?
    Faça uma pausa, sim, amiga.
    Um bom fim de semana,
    um beijinho, amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Taís,
      a escrita traduz os nossos sentimentos, se estamos tristes, nela transparece essa tristeza e o contrário também , obviamente.
      Não ando alegre, pelas razões por si tão bem descritas e por outras mais pessoais.
      Por isso esta pausa, tenho que me reerguer e voltar a sorrir, como na foto que tenho no cabeçalho deste meu blogue.
      Obrigada pelo seu carinho e pela sua longa amizade.

      Feliz semana e até breve minha amiga.

      Beijinhos.



      Eliminar
  10. Um poema que nunca termina... porque há sempre um grito que necessita de ser ouvido...
    Boas Férias...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A poesia, assim como a escrita, permite-nos dar voz a esses gritos.

      Obrigada, Marta.
      Fique bem !
      Beijinhos.

      Eliminar
  11. Bom dia
    Mais um lindo poema e 16 minutos soberbos .
    Fico emocionado e sinto-me um felizardo por poder participar estes momentos .

    JR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, JR.

      Fico também feliz por ter gostado de estar aqui.
      Até breve!
      Um abraço!

      Eliminar
  12. Lindo, o texto.
    Ahhh, e o Bolero de Ravel, sempre delicioso.
    Beijinho, Fê, bom domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada António.
      O Bolero de Ravel, é único!

      beijinho, boa semana e até breve!

      Eliminar
  13. Que lindo Fê, foto, vídeo e texto, adorei!
    Não há nada mais íntimo que o poema que habita em nós, mesmo que não sejam compreendidos, cumprem sua função, expressão, do que vemos e sentimos.
    Que suas rotas sejam de alegrias e inspirações!
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dalva, concordo consigo!
      A poesia revela o nosso íntimo, é o espelho mais fiel do nosso sentir.
      Obrigada pelo carinhoso comentário.

      Também lhe desejo muita alegria e inspiração, e principalmente saúde, para desfrutar delas.
      Um abraço e até breve.

      Eliminar
  14. Minha doce Fê, sei bem que é o silêncio que nos fala mais alto ao coração, nos respondendo as perguntas que fazemos nos recônditos da alma.

    Pausas são necessários, por certo, mas confesso, não gostaria que fosse longa, já me acostumei a passear pela profundidade e beleza dos seus versos, da sua alma... vá, se refaça, se reequilibre, se energize e volte bem rapidinho, estaremos aqui te esperando.

    Simmm escrever é uma arma, que se bem usada, pode ser benção, pode ser refrigério, libertação, conforto, alegria, enfim pode ensinar, ampliar consciências... ao poetizar, distribuímos emoções uns aos outros e sabe, é um exercício à sensibilidade e que percebo que nos anos que estive longe dos Blogs, ela foi ficando mais enfraquecida e estar aqui, em contato com tantas belezas e sensibilidades, me fez um bem imenso, é quase uma terapia.

    Tocantes por demais seus versos e esse Bolero... feliz domingo, as melhores bênçãos pra ti querida, beijinhos
    Valéria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Valéria,

      Esta situação pandémica que nos envolve, está a fazer sentir os seus custos, tanto na alma, como no corpo.
      O silêncio é necessário, para tentarmos acalmar a mente, e encontrarmos o equilíbrio necessário. A pausa, e a procura de novos horizontes e rotinas, para restabelecer o corpo cansado.
      Sim ando cansada, física e mentalmente, é embora escrever me faça muito bem, é uma terapia, como bem disse, neste momento começa a ser também desgastante.

      Portanto, amiga Valéria, vou serenar, tenho a expectativa de voltar a abraçar a minha filha, (não estou com ela desde Agosto de 2019).
      Voltarei decerto, mais confiante, animada e principalmente, voltarei com um novo sorriso :)
      Obrigada pelo seu carinho constante.

      Cuide-se também querida, e seja muito feliz!
      Grande e grato beijinho.

      Eliminar
  15. Por vezes é muito importante pausar... para ouvir e de novo construir!!! Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Gracinha!

      Beijinho grato e muita saúde para si e para os seus.

      Eliminar
  16. Querida Fê

    Como define tão bem o sentido da Poesia!
    Nela as emoções, alegrias e tristezas têm lugar.
    Feliz de quem tem esse dom de colocar em
    palavras o que nos vai na Alma.
    Boa pausa, minha amiga.
    Beijos
    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Olinda,
      a poesia para mim é a voz da alma. com todo o sentimento que ela contém.
      Grata pelas suas palavras de incentivo e carinho.

      Assim espero, minha boa amiga.
      Beijinho e cuide de si!

      Eliminar
  17. O "Bolero de Ravel". Intemporal.
    Obrigada
    Bj
    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo!
      Sempre que o ouço, arrepio-me, e lembro-me do filme "Les uns et les autres"

      beijinho

      Eliminar
  18. Linda foto. Bom descanso e que em breve venha nos presentear com seus profundos e belos poema. Bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Norma.
      Também lhe desejo o melhor, e que continue nos presenteando, com os seus profundos ensinamentos.

      Um beijinho.

      Eliminar
  19. Querida amiga Fernanda,
    Meu belo pássaro azul, que gorjeando, consegue sempre dar asas à imaginação, nos colocando na rota do Norte, do Sul... Da vida!
    Precisamos mesmo saber esperar (sem pressa), pois aí, tudo acontecerá... Poemas... Amizades... Esperanças de um Mundo salutar outra vez.
    Carinhosos beijos e cuide-se bem!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido amigo Douglas.
      Obrigada pelo seu elogioso comentário.
      Como diz o proverbio, "Devagar se vai ao longe" e neste tempo tão incerto, a pressa não é nossa amiga. Aguardamos portanto, sem pressa, a vinda desse mundo salutar.

      Um beijinho com amizade e carinho.
      Cuide-se bem também !

      Eliminar
  20. Meus parabéns, amiga Fê, pelo seu belíssimo poema, uma mensagem sensível em metalinguagem.
    Desejo a você boas férias para descanso do corpo e espirito, cuidando-se sempre da saúde.
    Um beijo, poetisa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada amigo Pedro,
      fico grata por me considerar poeta, pois penso sinceramente que o não sou.
      Bem preciso desse descanso completo.

      Um beijinho, tudo de bom também para o meu amigo, e para os seus.

      Eliminar
  21. Tudo tão belo, como bela será a pausa que vais fazer.
    Que tenhas muita saúde e um bom descanso.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim espero e desejo ansiosamente!

      Agradeço e retribuo de igual modo, muita saúde e bom descanso, também para si amiga Graça.
      Um beijinho e até breve!

      Eliminar
  22. Por vezes é preciso parar, olhar, contemplar e ouvir a voz do coração.
    Espero que volte revigorada e nos ofereça os seus lindos poemas,sempre acompanhados de boa música.
    Este Bolero é intemporal.

    Beijinhos querida Fê.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo completamente, Manu.
      Também assim espero, vamos ter esperança !
      Bolero é sempre inspirador.

      Beijinho e muita saúde também para si, querida amiga.

      Eliminar
  23. Amiga FÊ,
    É bem preciso pausar, para recarregar baterias.
    Espero que aproveite da melhor forma possível esta pausa, e regresse forte e revigorada.

    O Bolero de Ravel, é um excelente antídoto para o relaxamento.

    Ótima semana, e ótima pausa!

    Beijinhos, de carinho e amizade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta semana, ainda andarei por aqui, agradecendo os comentários.
      Em Agosto, vou estar off-line :)

      Obrigada meu amigo pelos seus desejos.
      Continue a cuidar de si.

      Beijinho com amizade.

      Eliminar
  24. Uma pausa sempre se faz necessária querida Fe !!
    Versaste acertado. Além de tudo o poema é válvula para a alma respirar.

    Bom descanso.
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De vez em quando precisamos nos cuidar, alimentar o corpo e a mente com novos horizontes, novas emoções.
      Obrigada querida Maria Lucia.
      Cuide-se também, e até breve.

      Um beijinho

      Eliminar
  25. Tenho andado um pouco "à deriva", mas quero ver tudo.
    Este poema é de cariz interventivo, é de quem conhece o caminho.

    Beijos, querida Fé.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem não nada à deriva, querida Teresa ?
      Por vezes não tenho a certeza de o conhecer, mas vou tentando :)

      Beijinho grato.

      Eliminar
  26. Muito belo o que escreve Fê.
    O poema é isso mesmo!

    O poema
    Rasga o peito
    Abre o seu caminho
    Vence o desespero
    Emudecido
    A que estava condenado
    E parte obstinado
    Através do tempo
    Interrompido!

    Desejo-lhe um bom descanso. Cuide-se muito!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço as suas elogiosas palavras, A.S.

      O poema, é tudo isso, é vida!
      Vou tentar descansar o máximo que puder :)

      Cuide-se também, até breve!

      Um beijinho.

      Eliminar
  27. Vim retribuir sua visita e apaixonei-me por teu espaço, tudo muito lindo e postagens profundas, estou a te seguir e desejo-te uma maravilhosa pausa, no teu retorno, estarei te visitando e me enchendo de sabedoria com teus escritos.
    Abraços fraternos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vinda, Lúcia!
      Agradeço as suas palavras gentis.
      Fico aguardando as suas próximas visitas, que serão com prazer retribuídas.

      Um abraço carinhoso e até breve !

      Eliminar
  28. Quando regressar com a energia adquirida nesses dias felizes, temos então poemas, imagens e música na alta qualidade a que já estamos habituados.

    Agradeço a sua participação, que publico na próxima semana. Receio que não goste da fotografia que escolhi. As suas imagens são sempre de uma beleza extraordinária.

    Beijo grande da amiga de longe 💙

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim espero e desejo ansiosamente.
      Vou tentar não gorar as expectativas :)
      Na próxima semana estou off-line, mas quando regressar vou espreitar.

      A foto escolhida estava de acordo com a sua publicação.

      Beijinho grande também para si, e obrigada.

      Eliminar
  29. Neste lindo conjunto onde imagens/poema/ música, marca-se, pois, a poesia como nutriz das horas sentidas, dos tempos experenciados nos olhares , nos lamentos, nas preces e, como bálsamo ser regeneradora.
    Reabasteça-se, Fê, de belezas e afetos.
    Bjnhs,
    Calu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que lindo e verdadeiro o seu comentário, Calu.
      Belezas e afectos, são dádivas, que anseio absorver.

      Beijinho grato.

      Eliminar

  30. Sempre se diz que a palavra é uma arma.
    E é, com as palavras se pode dizer gratidão, como raiva, desesperança e mágoa.
    A tua poesia é limpida e sempre bastante lucida e sensivel.
    Gostei bastante como já é habitual.
    Que essa pausa seja boa e cheia de saúde e paz.
    Neste momento acho que todos precisamos de pausa e tranquilidade.
    Boa férias e até breve.
    Beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A palavra é a última arma, a mais poderosa, quanto a mim.
      Obrigada Piedade, pela tua apreciação e pelas tuas sensíveis palavras.
      Também te agradeço e retribuo, os desejos de saúde e paz.

      Tens razão, pausa e tranquilidade, quem não precisa ?

      Até breve, fica bem !

      Beijinhos.
      :)


      Eliminar
  31. Seus poemas são fortes, profundos e sensíveis. Escreve com a alma em chamas!
    Boa pausa, Fê, aproveite o máximo. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço as suas palavras de apreço, Anete.

      Vou tentar aproveitá-las ao máximo, haja esperança !

      Beijinho.

      Eliminar
  32. muito bonito com foto linda e musica ja estou tambem a seguir desejo boas ferias e muita saude bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Isa pela sua apreciação.

      Muita saúde e um beijinho.
      Até breve!

      Eliminar
  33. Excelente entrada tanto a nível de texto como musical!


    Cuide-se e que as férias sejam revigorantes e felizes.

    Abraço com carinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São,
      fico feliz por ter gostado de ambos.

      Vou-me cuidar o mais possível, não dá para facilitar.

      Obrigada, e um beijinho com carinho e amizade.

      Eliminar
  34. Magnífica publicação!
    Descansa amiga, diverte-te junto dos que amas, sorri muito.
    Volta revigorada para continuares a fazer magia com as palavras.
    Beijo cheio de carinho.
    (Agora vou ouvir este Bolero que adoro!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Teresa,
      Só facto de estar a família toda junta, já me faz sorrir e estar feliz.
      Assim espero! ;)
      Fica bem e cuida também de ti, combinado ?

      (também o adoro ouvir, desfruta-o ! )

      Eliminar
  35. Bonitas palavras!
    Aproveito para desejar a continuação de uma boa semana!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada , Teresa Isabel!

      Continuação de boa semana, e até breve !

      Beijinho

      Eliminar
  36. Sim, poesia é alma , é sentir, é também intervenção!
    Adorei o seu poema e o Bolero de Ravel é um dos meus sons preferidos!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Graça, a poesia engloba tudo, é vida!!!

      Fico feliz pela sua visita e por ter gostado da minha publicação.
      Agora sou eu que vou fazer uma pausa no blogue ;)

      Um beijinho grato e até breve !

      Eliminar
  37. O que dizer de tão belo poema Fê?! Fiquei extasiado com seu versar lindíssimo e cadenciado ! Tenha um descanso merecido. Que nos traga mais poetizar! Grande beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beto,
      obrigada pelo seu carinho incentivador.
      Vou tentar descansar, e inspirar-me.

      Grande beijinho.

      Eliminar
  38. Fê,
    Até breve e
    que tenha uma ótimo
    SERENAR.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até breve CatiahoAlc.

      Desejo ansiosamente serenar, o corpo e a alma.

      beijinho grato.

      Eliminar
  39. Um bom repouso e revigorante seja a pausa.
    Bj

    ResponderEliminar
  40. Oi, Fê!
    Poema com gostinho de quero mais. Assim não se faz! Ficaremos com saudades!!
    Aproveita o descanso!! A vida é feita de intervalos!!
    Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Luma,
      De vez em quando, temos que fazer uma pausa. Espero voltar inspirada :)
      Obrigada!
      Fique bem e até breve.

      Um beijinho.

      Eliminar
  41. Una muy buena entrada y la
    música muy agradable.

    Besitos dulces

    Siby

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-Vinda Siby.
      Obrigada pela sua visita e comentário.

      Beijinhos.

      Eliminar
  42. O poema tem mesmo que servir para alguma coisa...
    E o seu, que é excelente, lembra-nos isso com uma mestria poética assinalável.
    Bom fim de semana e boas férias (ou pausa), amiga Fê.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Jaime,
      A poesia serve para tudo o que a imaginação quiser.
      Grata pelas suas palavras de apreço.
      Vão ser férias, e encontros há muito desejados.

      Beijinho grato!

      Eliminar
  43. "[...] o poema tem que servir
    para dar voz ao silêncio [...]"
    Magnífica expressão Poética a dar Fé e fazer acreditar que tudo nos é favorável.
    Amei o Post. Parabéns.


    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Sol,
      pelas suas palavras, que me incentivam a acreditar, que posso fazer poesia.

      Beijinho.

      Eliminar
  44. Verdade, o poema serve pra mostrar o que vai na alma de quem o escreve...
    As vezes toca tanto quem lê que parece ter sido feito pra nós!
    Boa pausa, precisamos delas na vida!

    🌻😘

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo Ane.
      Poesia, é deixar a alma escrever.
      beijinho grato e até breve !

      Fique bem !

      Eliminar
  45. Poeta é aquele que consegue com as suas palavras tocar o coração de quem lê. Obrigado minha amiga por mais este brilhante poema.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que agradeço amiga Maria,
      as suas palavras de apreço.

      Beijinhos

      Eliminar
  46. Lindíssimo!

    Que se faça sempre ouvir o poema!

    Boa pausa!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Fá!

      Concordo plenamente : "Que se faça sempre ouvir o poema!"

      Beijinhos.

      Eliminar
  47. Bellisimo tus letras emocionan!! Un poema que es un grito de vida...!! Besos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom ter gostado Hanna.
      O poema tem que ser também, grito!

      Beijinhos.

      Eliminar
  48. Boa Noite de paz, querida amgia Fê!
    Sei que a saudade vai apertar muito... vai doer muito, minha querida. E como sei... Mas, ela volta... outras férias virão e vocês serão felizes de novo e de novo...
    Tenha tido dias de bênçãos junto aos seus amados.
    Saudade, minha amiga. Muita e muita.
    Seja bem-vinda! Nosso coração fraterno está a lhe esperar.
    Beijinhos com carinho de gratidão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas suas carinhosas e sensíveis palavras, querida Rosélia.
      Esta saudade, embora dolorosa, é uma saudade boa, porque embora longe de mim, a minha filha é feliz.
      Aos poucos vou voltando à minha rotina, também tenho saudades de estar aqui.
      Agradeço-lhe de coração, todo a amizade e carinho que me dedica.

      Grande e grato beijinho.

      Eliminar

  49. Espero o teu regresso...

    😘🤗💙🌸

    ResponderEliminar
  50. Fê,eu não poderia ter voltado numa postagem melhor!
    Tirei cinco minutos pra te ver e fique muito mais.
    Essa poema diz tudo, realmente ele precisa gritar uma voz que está guardada e busca liberdade na ponta da caneta ou na ponta dos dedos. Precisa dizer o que diz sem medo. Sem preconceitos.
    Xeru e tenha um dia feliz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada querida Vall, por me ter dado minutos do seu tempo.
      Neste tempos tão conturbados, a palavra, neste caso o poema, tem que ser gritado e libertado.
      Obrigada, pela sua visita e apreciação.

      Beijinho grato.

      Eliminar
  51. Uma delícia as suas escolhas!!!
    Bom fim_de_semana

    ResponderEliminar
  52. Espero que tenha vindo retemperada, Fê... e com essa sua força sempre inspiradora, em pleno!
    Estimo que tenha passado dias muito felizes, e tenha matado a sede de beijos e abraços, com quem nem sempre, está ao alcance de tal, mas sempre presente no coração!
    Agosto foi um mês tão ocupado, por estes lados, que nem dei pelo tempo passar... mas infelizmente, sem dar muito para descansar... apenas para ir escalonando afazeres, resolução de situações e preocupações... esperemos que para o ano, já Agosto possa ser um pouco melhor por estes lados...
    Muito bom, tê-la de volta, Fê! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, foram 15 dias em Agosto plenos de emoção.
      Já não via pessoalmente a minha filha há dois longos anos, só no Skype de tempos a tempos, por isso imagine as saudades de beijos e abraços.
      Foi muito cansativo para ela, embora já com as duas doses de vacina, está a viver e a trabalhar actualmente na Alemanha, teve que fazer testes antes da vinda, quando chegou e quando partiu.
      Com todo o stress inerente às viagens.
      O tempo também não ajudou a que ela desfrutasse em pleno, o mar que tanto gosta, mas foi bom na mesma, ter a sua companhia, e o seu optimismo que tanta falta me faz.
      As preocupações esgotam-nos fisicamente e emocionalmente.
      Mas o importante é estarmos com saúde e vigilantes, pois tudo continua a ser sério.

      Também gosto muito de a ter aqui!

      Beijinhos, e desculpe a demora em responder.

      Eliminar

Todos os comentários serão respondidos e as visitas retribuídas.
Prometo ser tão breve quanto a minha saúde e disponibilidade o permitir.
Obrigada, por me darem 5 minutos do vosso tempo.