quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Altruísmo- significado :

altruísmo

al.tru.ís.mo
aɫtruˈiʒmu
nome masculino
1.
sentimento de interesse e dedicação por outrem
2.
orientação de quem procura garantir o bem de outro(s), mesmo se à custa dos próprios interesses
3.
doutrina moral segundo a qual o bem consiste no interesse pelos nossos semelhantesfilantropia
4.
FILOSOFIA doutrina que considera a dedicação aos outros como norma suprema de moralidade
5.
abnegação.
fonte: infopédia


- será que caiu em desuso?

Fê blue bird

43 comentários:

  1. Gostei do vídeo e por vezes até pensamos que o altruísmo esteja em desuso. Mas daí, re repente alguém nos surtpreende a voltamos a acreditar que há esperança..
    .beijos, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quando isso acontece, amiga Chica, esquecemos tudo, e enchemos o coração de esperança na humanidade.

      Beijinho e tudo de bom também para a Chica.

      Eliminar
  2. Hoje, sinto-me carteira de fósforos!
    (mas onde é que esta mulher, numa altura destas
    me vai descobrir, assim, coisas tão belas)

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E te deixo uma minha palavra de ordem:

      JUNTOS, TEMOS MAIS FÓSFOROS!

      Eliminar
    2. Tinha este vídeo guardado para uma altura apropriada, acho que acertei na data.

      Sem hesitação junto-me à sua palavra de ordem: "JUNTOS, TEMOS MAIS FÓSFOROS!"

      Um beijinho.


      Eliminar
  3. Olá Prima.
    Não sei se caiu em desuso, vim só trazer um beijinho que a empatia e amizade prevaleçam e se juntar-mos o altruismo tanto melhor :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Prima Mina, é sempre um gosto vê-la aqui <3

      Vamos então juntar, empatia, amizade e altruísmo e não deixar que caia em desuso.

      Beijinho com amizade.

      Eliminar
  4. Bom dia de paz, querida amiga Fê!
    Você me fez chorar há pouco, mana.
    O altruísmo está no 💙 de poucos hoje em dia. A ganância de se satisfazer é a condição dos relacionamentos atuais em vários níveis. Estamos na era do descartável, querida. Infelizmente.
    O vídeo é uma sensível representação da vida tal e qual ela é... se somos abnegadas, acabamos como viemos ao mundo, nos tornamos apenas pó. Perdemos nossa visibilidade ante o mundo e vamos para o espaço... como a fumaça do fósforo...
    Você tem muita sensibilidade na escolha dos temas aqui postados... como me identifico com suas emoções, Fê.
    Vou parar, pois as lágrimas descem disfarçadamente pela face ...
    Obrigada pelo apoio incondicional na semana.
    "O mundo só pode ser melhor do que até aqui, quando consigas fazer mais pelos outros do que por ti."
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos carinhosos com gratidão e estima



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde querida amiga Rosélia,
      este vídeo é comovente, pois acabamos por nos identificar com a carteirinha de fósforos.
      Tem razão minha mana, raramente encontramos quem dê valor ao altruísmo, à dádiva sem esperar nada em troca. Hoje tudo tem um preço e o que não o tem, é descartado infelizmente.

      Mas há sempre felizmente, o reverso da medalha, como em cima escreveu a nossa amiga Chica, quando vemos uma atitude altruísta, restauramos de novo a nossa fé na humanidade.

      Estamos sempre aqui uma para a outra!<3

      Um enorme beijinho de amizade.

      Cada um de nós deve decidir se quer caminhar na luz do altruísmo construtivo ou nas trevas do egoísmo.- Martin Luther King"

      Eliminar
    2. A quem iremos nós se não formos ao sair de nós para mais Amar e servir, querida mana?
      Não temos saída, graças a Deus!
      💐🕊️🙏😘

      Eliminar
  5. Olá amiga Fê,

    Em desuso por certo não caiu, mas na verdade, existem cada vez menos altruísmo. As pessoas estão cada vez mais egoístas, pensando única e exclusivamente em si próprias.

    São os sinais dos tempos...

    Gostei bastante deste seu poust.

    Votos de um excelente fim de semana, com muita saúde.

    Beijinhos, com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amigo Mário,

      concordo consigo, a pandemia veio exacerbar ainda mais o egoísmo, em detrimento do altruísmo. Veja-se o caso dos negacionistas.

      Também lhe desejo um excelente fim de semana meu amigo.

      Beijinho grato com amizade e carinho.

      Eliminar
  6. Foi aqui, ao seu ninho de pássaro azul, que o Rogério veio buscar o belo vídeo que encontrei no Conversa Avinagrada :)

    O altruísmo ainda não se extinguiu, mas está em risco, sem dúvida...


    Um grande beijinho, Blue Bird!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Achei-o bem apropriado e pelos vistos, o Rogério também :)

      O altruísmo anda mesmo a extinguir-se minha amiga. Só todos juntos podemos mudar essse destino, como bem escreveu o nosso amigo.

      Grande beijinho também para si, querida Maria João, <3

      Eliminar
  7. Não me parece que o altruísmo esteja em voga, infelizmente.

    Cada qual por si a pretexto de muita coisa...

    Beijinho, bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como o bom senso, andam ambos fora de moda, infelizmente.

      Beijinho grato e bom fim de semana amiga São.

      Eliminar
  8. Luto com a maré a maré do egoísmo e pratico e faço que muita gente seja altruísta.
    Neste prédio onde moro só há uma inquilina que não se junta quando acontece algo de grave como por exemplo quando pedem ajuda ou gritam por socorro.
    Ouviste falar nas actuais campanhas de altruísmo por parte dos egoístas? Só ouvi algumas pessoas do povo a dizerem que só querem poleiro e que deveriam era pensar mais no povo que lhes paga. Inclusive correram com uma de uma praça porque chumbou o orçamento de estado numa altura destas.
    Sempre houve egoístas e a pandemia afastou de facto as pessoas com medo de serem infetadas mas quando alguém caí na rua, esquecem e ajudam. Acredito e não abro mão de ser altruísta e nadica de nada egoísta e identifiquei-me e muito com a caixa de fósforos e junto-me a eles para fazer tudo o que puder até onde os meus braços chegam. Melhor dizendo até o fósforo arder por completo,,,sim sou um simples fósforo.
    Fê ADOREI ESTE TEU POST e fizeste-o numa altura muito certa e apetecia-me mandar a muitos cretinos e cretinas egoístas a ver se aprendiam alguma coisa.
    Tiro-te o meu chapéu e o meu maior obrigada.
    Beijos sinceros e respeitadores

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyma,
      fico muito feliz por esta publicação ter despertado este teu sincero desabafo, e também por fazeres a tua parte de forma tão espontânea e verdadeiramente altruísta.
      Tenho uma visão um bocadinho mais pessimista, mas se calhar também não sou tão altruísta como a minha amiga.
      Agradeço a tua visita e comentário, que me fez também refletir.

      Grande e grato beijinho.

      Eliminar
  9. O altruísmo tem, cada vez mais, um menor número de aderentes.
    Beijinho, Amiga.

    ResponderEliminar
  10. Eu sou daquelas que acredita que o altruísmo ainda não caiu em desuso.
    Continuo a ver por esse mundo fora muitas manifestações de interesse e dedicação pelos outros.
    Adorei o vídeo.
    Fica um fósforo para iluminar a tua vida.

    Beijinhos amiga Fê

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São essas manifestações que nos fazem acreditar no futuro, amiga Manu.
      Adoro estes vídeos de animação reflexivos.

      Cá está ele! Retribuo-te com a mesma intenção.

      Beijinho grato minha miga.

      Eliminar
  11. Quero crer que o altruísmo ainda vive, embora com menos adesão do que eu gostaria de ver e saber, mas resiste e, a cada avanço do egoísmo, há um reavivamento do altruísmo.

    Este vídeo é emblemático; exemplar e comovente.

    Bom final de semana, Fê.
    Paz e Bem!
    Bjssss,
    Calu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calu,
      aprecio e agradeço o seu testemunho otimista.

      Também lhe desejo um feliz fim de semana.
      Beijinho grato, com estima.

      Eliminar
  12. Também senti vontade de tratar um assunto parecido, ou melhor, o significado é o mesmo, só que dada a riqueza da nossa língua, as palavras para designar o afecto humano, são muitas, Fê. Não sei...mas talvez tenha sido por andar cansada de ouvir estes nossos politicos a fazerem de tudo para irem para o " poleiro ", como se costuma dizer; não tenho nada contra, pois precisamos de pessoas que nos governem, mas o que sinto e me entristece é que elas são cada vez mais vazias de essência e não olham ao dinheiro que gastam em futilidades, havendo tanta gente a precisar de um simples fósforo que os aqueça e lhes ilumine o pbre casebre em que vivem. Passei a época natalicias a reclamar da iluminação aqui da minha cidade, faustosamente iluminada em todas as praças, ruas e ruelas; estava linda, a cidade, mas para que eu elogiase as nossas entidades, era preciso que eu soubesse que não havia uma única familia com fome, mas, infelizmente não é assim, há-as e não são poucas. E agora na campanha? De novo dinheiro desperdiçado ! Não creio que o Altruismo, esteja em desuso, acho, sim que nunca foi muito notado na maioria das pessoas; se soubermos que um vizinho está com dificuldades, penso que nos prontificamos a ajudar e, se houver necessidade, qualquer pessoa se dispõe a levar-lhe um prato de comida, mas não procuramos fazer isso com regularidade, procurando até uma familia necessitada a quem ajudassemos sempre. Várias vezes, eu e o meu marido falamos nessa hipótese, mas já fomos à procura desses desfavorecidos ? Não, Amiga, não fomos! Vontade não falta, mas dá trabalho e esse é um problema. Sou Altruista? Considero que sim, mas....faço muito, muito pouco Fê. Felizmente que há essas pessoas, os tais heróis anónimos, que fazem tudo o que podem pelos mais desfavorecidos, que saiem de noite para ajudarem os moradores de rua saindo do conforto do seu lar, que se associam para angariarem fundos para ajudar os que precisam. Já fiz voluntariado, muitos anos, mas quando vejo o que tantas outras pessoas fazem, acredita, Amiga,sinto-me um fósforo apagado. Tenho uma caixa recheada deles, mas falta-me o altruismo bastante para sair à rua ver se alguém precisa de algum tipo de conforto. Adorei o filme, Amiga e este teu post levou-me a reflectir, mais uma vez, no quanto preciso de fazer ainda para me considerar uma pessoa verdadeiramente Altruista. Um beijinho. Querida Amiga e espero que estejam todos de saúde
    Emilia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Emília,
      o que dizer deste seu tocante e sincero comentário. Toda a grandeza da sua alma está aqui.
      Isso para mim também é altruísmo, reconhecer que podemos ser melhores e ter a caixinha de fósforos à mão, porque a altura certa vai chegar.
      Ou se é uma pessoa altruísta ou não. A vontade de ajudar vem com a oportunidade, decerto irão surgir ocasiões, em que os seus fósforos se vão acender.
      Este seu comentário também me fez refletir e vejo que também posso fazer muito mais, do que somente escrever sobre o assunto.

      Obrigada por ser assim minha amiga.<3

      Beijinho com estima e admiração.

      Eliminar
  13. Amei o vídeo
    Tal como s descrição da palavras. Acho que não está em desuso. Pode estar mais raro, mas ainda existe! 🌹
    -
    Beijos. Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O vídeo também me tocou profundamente.
      Todos nós temos que fazer a nossa parte para que tal não aconteça.

      Um beijinho Cidália, bom fim de semana.

      Eliminar
  14. Vi o vídeo e lembrei-me de uma história de Hans Christian Andersen.

    Vamos lá ver no domingo
    se há fósforos suficientes
    para iluminar a mente dos portugueses 🗳

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa historia tem um final mais trágico, mas há sim muitas semelhanças.

      Pelo frio que faz aqui...não sei não.

      Beijinho

      Eliminar
  15. Estamos cada vez menos atentos aos princípios que deviam estar presentes na vida dos homens.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  16. Querida Fê

    Altruísmo, palavra quase esquecida no nosso quotidiano. Mas acredito que essa predisposição existe e adorna a proactividade de muita gente na ajuda de quem mais precisa.
    A Emília foca muito bem esse problema, de sabermos e sentirmos a necessidade de nos dedicarmos mais aos outros mas o nosso comodismo nem sempre nos deixa.
    Mas esses anjos existem, sacrificam-se, deixam as suas famílias, estão nos hospitais, nas cadeias, nas ruas, nos cataclismos e mesmo em eventos menos dramáticos, aí estão prontos a estender a mão, a prestar informações, a levar agasalho e alimento aos desvalidos.
    São eles, os voluntários, os fósforos que alumiam as nossas vidas e não nos deixam cair na descrença sobre a bondade do ser humano.
    Também nós temos de estar atentos. Por vezes basta um sorriso, um olhar, um ouvido que escuta, não nos apressarmos quando alguém precisa dizer o que lhe vai na alma.
    Minha amiga, precioso este seu post.
    Estou a escrever no tlm, não dá acesso ao Xaile. Mas a Fê conhece o caminho até lá.
    Bom fim de semana.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Olinda,

      concordo também consigo e com o que a Emília salientou.
      Felizmente vamos sabendo de casos de verdadeiros altruístas, embora a maioria dos meios de comunicação só foquem os aspetos negativos da nossa sociedade.
      Quantas vezes basta um gesto gentil, uma palavra amiga e de conforto para vermos o ambiente se transformar para melhor.
      Tenho por hábito meter conversa quando chego a algum lado, ultimamente infelizmente mais nas salas de espera dos consultórios e hospitais. Uma palavra simpática a quem nos atende, a quem nos trata, é o suficiente para recebermos também boa vontade e simpatia.
      E o dia acaba sendo mais leve.
      São os fósforos que tenho neste momento, mas que acho que dão para aquecer um bocadinho da nossa alma.

      Obrigada minha miga pelos seus valiosos comentários.

      Um beijinho e continuação de bom fim de semana.

      Eliminar
  17. Esperemos que no deje de existir. Besos.

    ResponderEliminar
  18. Olá, Fê, parabéns pela importante postagem, que poderá despertar em muitas pessoas o que elas tem de bom, mas não puseram ainda na prática.
    Hoje vi um documentário muito bom na TV Cultura, de Porto Alegre, sobre os moradores de rua, no qual aparecem muitas pessoas, homens e mulheres, crianças, inclusive, levando uma palavra de conforto e alimentação para elas que não têm um lar para seu abrigo.
    Parabéns, Fê, um bom domingo.
    Um beijo, amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amigo Pedro.

      Deviam ser os governos a não deixar estas pessoas chegar a esta situação de carência.
      Assim sendo, a solidariedade destes voluntários é muito importante, são o único apoio destes moradores de rua.

      Beijinho grato meu amigo, continuação de bom domingo.

      Eliminar
  19. Adorei o vídeo! Infelizmente... creio que estará cada vez mais em desuso! Há uma rede de invisibilidade, ligada ao verdadeiro altruísmo... e cada vez mais, mesmo quem pratica algo por outros, muitas vezes, por conta de tal, pretende obter visibilidade e protagonismo... transformando-se a verdadeira essência... numa troca de interesses, com o avançar do tempo...
    O vídeo é comovente!... A caixinha, não foi nem sequer reconhecida, pela pessoa que salvou da noite fria...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este vídeo também me emocionou pela tocante mensagem de verdadeiro altruísmo, sem visibilidade nem espera de agradecimento, como bem frisou.

      Obrigada Ana, por estar sempre presente.
      Sei bem , porque o sinto também, como é difícil comentarmos todos os blogues que gostamos.

      Grande beijinho.

      Eliminar

Todos os comentários serão respondidos e as visitas retribuídas.
Prometo ser tão breve quanto a minha disponibilidade o permitir.
Obrigada, por me darem cinco minutos do vosso tempo.