domingo, 23 de janeiro de 2022

CINEMA AO DOMINGO - 2


“Se todos os homens são iguais, alguns são mais iguais do que os outros”. *

O vídeo mostra-nos a última parte do filme "Les Uns et les Autres " 
com Jorge Donn numa coreografia incrível a dançar ao som do Bolero de Ravel.
São mais de quatro décadas contidas em cerca de três horas de filme que nos deixam sem fôlego. 


* A frase em cima, popularizada no refrão da canção-tema do inesquecível “Les Uns et les Autres” (Retratos da Vida, 1981) dirigido por Claude Lelouch, foi inspirada na fábula de George Orwell “A Revolução dos Bichos” (The Animal Farm, 1945), considerada até hoje uma das mais contundentes denúncias contra o domínio de poucos sobre muitos em nome da igualdade.

Como diz a letra da canção, se cada um é o outro para alguém, raramente ele é alguém para o outro, apesar de todos os discursos e pedidos de ajuda dos outros. Uns morarão em Paris, em tríplex alhures, em sítios acolá, em nome da igualdade que pregam aos outros. Sem liberdade, sempre haverá uns que dirão quem são os outros.


Fê blue bird


~~*~~


55 comentários:

  1. Acredito que seja um filme muito interessante de ver
    .
    Domingo feliz …Cordiais cumprimentos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode acreditar Ricardo, e se puder vê-lo não hesite.

      Semana feliz.

      Um grato abraço.

      Eliminar
  2. Um filme que faz pensar! Colocar-se no lugar dos outros é preciso... E o bolero é maravilhoso! Ótima semana! bjs, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este filmes faz-nos pensar do princípio ao fim.
      Foi sem dúvida, um dos filmes mais marcantes da sua época e continua encantando plateias do mundo inteiro.

      Óptima semana também para si amiga Chica.

      Beijinhos.

      Eliminar
  3. O filme deve ser muito bom, o bolero é lindo.

    Tenha uma ótima semana.
    Beijinhos saúde e paz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tiver oportunidade de o ver, vale a pena Fatyma.
      Óptima semana também apara a minha amiga.

      Beijinhos.

      Eliminar
  4. O filme é lindo, a música é um sonho.
    Feliz semana.
    Beijinhos amiga Fê
    😘

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manu,
      embora seja um filme longo, é sem dúvida um bom filme para uma tarde de inverno, bem aconchegadinha junto à lareira :)

      Feliz semana também a amiga.

      Beijinhos.

      Eliminar
  5. Um filme que deve ser muito interessante.
    Adoro o Bolero de Ravel.
    Amiga não tem passado pela mulher e a poesia. Se puder passe por lá.
    http://amulhereapoesia.blogspot.com/2022/01/blog-post.html
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tiver oportunidade veja-o amiga Elvira.
      O Bolero e Ravel tornou-se uma verdadeira febre na época, sendo quase impossível ouvir a música e não associá-la ao filme.
      Agradeço-lhe de coração amiga Elvira, por mais uma vez destacar a minha escrita.

      Beijinhos e muita saúde também para si.

      Eliminar
  6. Não vi o filme 🎥
    Li o livro 📕 Animal Farm , sátira anti-utópica de George Orwell, publicado em 1945.
    Uma das melhores obras de Orwell, é uma fábula política baseada nos eventos da revolução bolchevique da Rússia e na traição da causa por Joseph Stalin.

    Embora não seja fã da música de Ravel, vou ver o vídeo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, uma coreografia incrível de Jorge Donn a dançar ao som do Bolero de Ravel.
      Não é que eu não goste do Bolero de Ravel, mas o seu uso na publicidade e nos telemóveis
      da maioria dos portugueses … CANSA!!

      Eliminar
    2. Eu já li muito sobre o livro, mas ainda não o li.
      Quando ouvimos muito uma música acabamos por a associar ao seu lado mais negativo.

      Esta coreografia é um verdadeiro espetáculo de dança e expressão corporal.

      Boa semana e um beijinho.

      Eliminar
  7. Uma bela escolha para sua serie Fê.
    O livro inspirou muitos pelo mundo principalmente na musica.
    Um livro para todo tempo. Assim foi este filme de sua generosa partilha.
    Em tempo recebi a pagina dedicatória do seu livro. Gratidão amiga.
    Beijo de paz e feliz semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Toninho.
      Vou escolhendo ao acaso pelos muitos filmes que me marcaram. Este sem dúvida foi pela música e dança, depois pelas mensagens subliminares.

      Fico feliz por ter recebido a dedicatória atempadamente, foi feita com todo o meu carinho e amizade.
      Desejo-lhe uma semana com muita paz e saúde meu amigo.

      Beijinho grato.

      Eliminar
  8. Vi o filme, já ouvi várias versões do Bolero de Ravel e a coreografia do Maurice Béjard é inesquecível...
    Obrigada pela partilha, beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marta,
      a coreografia espetacular de Maurice Béjard aliada ao talento do inesquecível Jorge Donn, é sem dúvida o momento alto do filme.

      Beijinho grato.

      Eliminar
  9. Não vi nem li o livro mas conhecia e vejo aqui neste mundo de cabos o Jorge Donn a dançar e neste filme o vídeo que mostras como ele é excelente. Bolero de Ravel recordo desde miúdo quando o meu pai o ouvi na sua grafonola e ai de quem o interrompesse. Pelo que descreves deve ser interessante.
    Ontem estive a ver um que se já tinha frio fiquei gelada. "Everest" baseado num caso real.
    Beijocas e obrigado pela partilha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly,
      de certeza que aqueceste a ver o vídeo, já o "Everest" Deus me livre (risos).
      Por caso não o vi, nem sei se tenho vontade de arrefecer mais do que já estou :)

      Beijinho grande e feliz semana!

      Eliminar
  10. Olá, amiga Fê!
    Não cheguei a ver este filme que refere. Mas conheço esta célebre e real frase. "todos somos iguais, mas uns são mais iguais que outros". E assim é, e continuará a ser, infelizmente. É um paradigma que tem que mudar.

    O Bolero de Ravel, é uma música genial que adoro.

    Excelente partilha, minha amiga.

    Votos de uma excelente semana, com muita saúde.

    Beijinhos com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde, desta fria tarde de segunda-feira amigo Mário.

      Infelizmente esta será uma frase que se manterá enquanto houver tanta desigualdade social neste mundo.
      O Bolero e Ravel é empolgante sem dúvida alguma.

      Beijinho grato meu amigo, desejo-lhe também uma excelente semana.

      Eliminar
  11. Uma maravilha, poder rever a última cena do filme "Les Uns et Les Autres" !

    A obra literária que inspirou este filme foi traduzida, em Portugal, para "O Triunfo dos Porcos".

    Um grande beijinho, Blue Bird!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta cena deu para aquecer um bocadinho querida Maria João? :)

      Em pleno século XXI a mensagem do livro continua pertinente e actual. Se reflectirmos, não faltarão todos os dias exemplos semelhantes aos da fábula.

      Outro grande beijinho também para a minha amiga.

      Eliminar
    2. Deu pois :)

      Mas as coisas não andam muito brilhantes, por aqui...


      Reli o livro pouco antes de ter chegado àquela minha fase de quase cegueira, creio que ainda antes da pandemia. Já não o lia desde os meus vinte e poucos anos...

      Bjo gde

      Eliminar
    3. Também por aqui anda tudo muito cinzento.

      Não li o livro, já está na minha lista.

      Outro grande beijinho e as melhoras <3

      Eliminar
  12. Vi o filme "les Uns et les Autres" há já bastante tempo e lembro-me perfeitamente da dança ao som do Bolero de Ravel em torno de uma mesa redonda. Foi uma imagem muito impressiva para mim. Gostava de rever o filme.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Graça,
      acho que quem viu esta cena pela primeira vez nunca mais a esqueceu.
      A música, a coreografia e a dança fundiram-se numa empolgante mensagem final, a da Liberdade.
      Também tenho que o rever novamente.

      Boa semana e muita saúde também para a minha amiga.
      Beijinhos.

      Eliminar
  13. Publicação 5*****
    Estou anotando as tuas escolhas e querendo rever algumas rapidamente.
    ADORO "O Bolero de Ravel"!
    "The Animal Farm" já li e reli, reli...
    Beijo querida amiga, boa semana, muita saúde.
    ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Teresa,
      este é um daqueles filmes que merece ser revisto.
      "O Bolero de Ravel" não deixa ninguém indiferente.
      Ultimamente ando a ler pouco infelizmente.
      "Ou se calça a luva e não se põe o anel, ou se põe o anel e não se calça a luva!" o meu tempo não dá para mais.

      Beijinho e boa semana também para ti, querida amiga.

      Eliminar
  14. Sinceramente e lamentavelmente não sou nada de filmes. Até tenho vergonha de o dizer, mas digo. Porém, acredito que seja um bom filme!!
    -
    A vida segue pelas veredas do destino

    Beijos, e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cidália,
      Não há que ter vergonha, nem todos podemos ter os mesmos gostos, senão a vida era uma monotonia.

      Beijinho e feliz semana também para si.

      Eliminar
  15. Adorei "O Triunfo dos Porcos" e vi o filme em sala .

    Sinceramente, o que me maravilhou foi esta cena final.

    Abraço e boa reflexão para as absurdas eleições que vamos ter, minha amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta cena final é inesquecível amiga São.

      Concordo e assino por baixo, também não percebo o porquê destas eleições.

      Beijinhos e obrigada!

      Eliminar
  16. Um bom filme sem dúvida.
    O Bolero de Ravel, como esquecer!
    Boa semna com saúde e paz.
    Beijinhos
    :)
    http://olharemtonsdemaresia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Piedade,
      há cenas que nunca esquecemos, este Bolero de Ravel é uma delas.

      Continuação de feliz semana também para ti minha amiga.

      Um beijinho.

      Eliminar
  17. Creo que esta película no la he visto, pero me encanta El Bolero de Ravel. Besos.

    ResponderEliminar
  18. Tudo belo e uma reflexão excelente nos tempos em que vivemos!
    Um beijinho, minha amiga.

    ResponderEliminar
  19. Maravilha de texto, Fê
    Não vi o filme, já o bolero de Ravel é um clássico !
    E a citação, perfeita ! ah como são iguais ... rs
    Deixei uma despedidazinha porque vou sair um pouco desse verão muito quente,
    cansaço mental_ sabe quando você começa achar que tudo que faz está ruim
    _ então estou assim, amiga;
    Vou desconectar e arrumar a estante de livros _ler mais e me divertir em outras praias.
    E,se possível viajar (se passar pela imigração) :))
    um beijo ,Fê

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faz bem Lis,
      temos que saber quando atingimos o nosso limite.
      Mudar de ambiente e fazer o que lhe faz bem é contribuir para a sua saúde física e mental.
      Esta pandemia tem-nos desgastado muito, compreendo-a muito bem.

      Desejo-lhe o melhor, cuide-se bem e volte revigorada e feliz!

      Beijinhos e até breve!

      Eliminar
  20. O filme tem um elenco espetacular, e fez muito sucesso no Brasil. Aquela cena da dança com o bailarino Jorge Donn dançando no Trocadero de Paris, arrasou de bom !! A música, adoro.
    Parabéns , amiga Fê, adorei o post .
    Beijo carinhoso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui também foi um sucesso, muito se devendo também a esta cena final.

      Obrigada pela gentileza amiga Maria Lucia.

      Beijinho com carinho também para si <3

      Eliminar
  21. Vou convidar minha filha pra assistir comigo, deve ser muito bom.

    Boa semana, Fê!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale a pena, acredite!

      Boa sessão de cinema, pois boa companhia, já tem :)

      Beijinho grato.

      Eliminar
  22. Ah! Les Uns et les Autres!!!
    Filme que revi com um grupo de amigos em 2019,
    um pouco antes da pandemia, deliciando-nos com a interpretação
    incrível, como bem diz, do "Bolero de Ravel", por Jorge Donn.
    Um ambiente de sonho!
    A frase acima, minha amiga, mostra-nos que identificarmo-nos
    com o "outro" é exercício que requere toda uma vida. A Igualdade
    tem diversos níveis e patamares, é verdade. Subir esses degraus
    que nos distanciam uns dos outros, com humildade, eis o que nos
    faz falta.

    Beijinhos
    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um filme que vale a pena rever sem dúvida, descobrimos sempre novos detalhes interessantes, isso para mim é que faz toda a diferença entre um bom e um mau filme.

      Tem razão querida Olinda, como a vida seria melhor e bem mais fácil se conseguíssemos nos colocar no lugar do outro.

      Obrigada pelo assertivo comentário minha amiga.

      beijinhos

      Eliminar
  23. A igualdade é uma miragem.
    Mas é bom que seja perseguida.
    Este filme é uma referência do cinema e o Bolero de Ravel é a música no seu maior esplendor.
    Excelente post.
    Continuação de boa semana, amiga Fê.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo inteiramente consigo amigo Jaime.

      Fico feliz por estar de acordo com a escolha deste filme.

      Continuação de boa semana também para o meu amigo.
      Beijinhos.

      Eliminar
  24. Boa tarde de paz, querida amiga Fê!
    Sim, uns são mais iguais do que os outros, sem sombras de dúvidas.
    Gosto de ver E o vento levou. Não me canso.
    Fico registrando suas indicações dominicais.
    Tenha dias abençoados, querida mana!
    Beijinos carinhosos de gratidão e estima

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde querida querida Rosélia.
      Infelizmente assim é minha amiga.
      "E Tudo o Vento Levou" um clássico intemporal.
      Espero que lhe agrade os meus gostos cinematográficos, que vou colocando aqui ao acaso, conforme a inspiração do momento :)

      Dias abençoados também lhe desejo, minha mana <3

      Um enorme beijinho de amizade.

      Eliminar
  25. Adoro a música do Bolero de Ravel! Sempre ouvi falar bastante desse filme, mas até ao momento ainda não se proporcionou ver! Agora fiquei ainda com bem mais curiosidade, quanto ao mesmo!... Fantástica sugestão, Fê! Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando puder veja-o Ana, vale a pena.
      Mas é comprido, são quase 3 h de filme :)

      Beijinho e Concordo que faz toda a diferença num filme a escolha dos actores.

      Beijinho, continuação de boa semana!

      Eliminar

Todos os comentários serão respondidos e as visitas retribuídas.
Prometo ser tão breve quanto a minha disponibilidade o permitir.
Obrigada, por me darem cinco minutos do vosso tempo.